Dragões Diário 18/02/2017

Bom dia,

De casa
O FC Porto resolveu com uma goleada sem discussão a receção ao Tondela, ao vencer por 4-0, golos de André Silva, na transformação de um penálti a punir um agarrão a Soares, de Rúben Neves, com um grande chuto de fora da área, de Soares, com um remate inteligente para o poste mais distante, e de Diogo Jota, a concluir uma belíssima triangulação com Óliver e André Silva. Por marcar ficaram muitos mais, com o volume ofensivo da equipa a merecer um bocadinho mais de pontaria no último toque.

A equipa volta assim à liderança, com mais dois pontos do que o Benfica, que só joga amanhã, em Braga. Foi a sexta vitória consecutiva da nossa equipa, numa altura em que a solidez do grupo mostra qualidade e causa preocupação  a quem não quer um campeonato decidido apenas nas quatro linhas.

Só assim se explica o pedido de reunião de emergência com o Conselho de Arbitragem feito pelo Benfica. Pela primeira vez na história do futebol português – e provavelmente do futebol mundial – um clube pede uma reunião com os dirigentes da arbitragem não estando a ser prejudicado. Em quase todos os jogos têm ficado penáltis por marcar na área do Benfica, a que se juntam agressões claras que não são punidas com o cartão vermelho. Na verdade, fazer um pedido de reunião a uma sexta-feira e publicitá-lo não é mais do que uma triste tentativa de coagir a arbitragem do jogo de amanhã em Braga. E por que faz isto o Benfica? Porque está com medo, porque sabe que o FC Porto está forte e porque tem consciência de que ao nosso clube foram subtraídos muitos pontos na classificação devido a decisões erradas de alguns árbitros, de resto como afirmam todos os especialistas minimamente independentes.

Nuno Espírito Santo ficou naturalmente satisfeito, apesar de lamentar o desperdício na finalização: “Conseguimos o que queríamos, os três pontos. Fizemos quatro golos e poderíamos ter feito mais. É surreal falhar tantos golos de baliza aberta“. O treinador diz que agora a equipa se vai preocupar com o grande jogo de quarta-feira, com a Juventus e que importante é olhar para a frente: “Queremos é continuar a crescer. Quanto mais e melhor treinarmos, mais e melhor iremos jogar”.

Foi com o sentimento de dever cumprido que os jogadores comentaram o jogo. “Tivemos muitas oportunidades e podíamos ter feito mais golos“, disse André André. “Foi um jogo bem conseguido, tivemos o domínio e tanto na primeira como na segunda parte tivemos várias oportunidades para matar o jogo“, acrescentou Otávio. “Só pensamos em nós e sabemos que só dependemos de nós“, lembrou Rúben Neves.

Depois da notável subida ao Alto da Fóia, na quinta-feira, ontem foi dia de contrarrelógio individual na Volta ao Algarve, especialidade que está longe de ser o ponto forte de Amaro Antunes. Ainda assim, frente a alguns dos nomes mais importantes do mundo da corrida contra o cronómetro, o portista defendeu-se como pode e segurou um lugar no top 10 da geral. O corredor da W52-FC Porto-Mestre da Cor terminou com o 51.º tempo, a 1m20 do campeão europeu e vencedor da tirada Jonathan Castro Viejo, e é agora nono. Hoje, numa quarta etapa plana, entre Almodôvar e Tavira, espera-se que os sprinters voltem a assumir o protagonismo.

É já amanhã que a equipa B regressa à competição, desta vez na condição de visitada, para receber no Estádio de Pedroso, na 28.ª jornada, o Santa Clara, atual quinto classificado da segunda liga. Numa fase em que todos os pontos são importantes, o objetivo passa por somar o segundo triunfo consecutivo e para isso o treinador António Folha sabe que é importante levar para dentro de campo “rigor, determinação e muito querer”. A bola começa a rolar às 15h00 e, caso não possa ir assistir ao vivo, pode ver tudo em direto no Porto Canal.

A estreia no Grupo B da Taça EHF não foi a mais desejada e ditou mesmo a primeira derrota da época para a nossa equipa de andebol, mas é com o pensamento na vitória que vai entrar em campo para defrontar os alemães do Göppingen, o atual detentor do troféu. No lançamento do encontro, que se disputa amanhã, às 19h30 (Porto Canal), no Dragão Caixa, o ponta-esquerda espanhol José Carrillo apelou aos “pontos fortes” do coletivo portista.

A equipa de Sub-17, líder da série Norte com dois pontos de vantagem sobre o Sporting de Braga, recebe o Vitória de Guimarães, no Olival, na 10.ª jornada da segunda fase do Campeonato Nacional de Juniores B. Na antevisão do jogo, que se realiza amanhã , às 11h00 (Porto Canal), o defesa Jota e o avançado João Mário deixaram claro que o objetivo portista passa por somar o terceiro triunfo consecutivo e cimentar a liderança.

Do Mundo
Este ano não vai haver prazos diferentes para a entrega das declarações de IRS, o que significa que os trabalhadores dependentes e os independentes vão ter até ao final de maio a possibilidade de submeter as declarações. O problema é que a habitual tendência para deixar para os últimos dias o cumprimento desta obrigação pode levar a um bloqueio sem precedentes do sítio na internet do fisco, avisa Paulo Ralha, presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos . Para saber mais leia aqui.

A oxitocina, a hormona maternal, produzida no parto e na amamentação e que ajuda a estabelecer laços entre mãe e filho, também contribui para o crescimento da atenção paternal, conclui um estudo norte-americano, que chegou a esta conclusão após um teste em que foi administrada a hormona através de um spray nasal. Os investigadores consideram os resultados prometedores para o tratamento de pessoas com défice de atenção paternal.

Aconteceu
Há 44 anos, a 18 de fevereiro de 1973, o FC Porto desloca-se a Tomar para defrontar o União local. Goleada por 7-1, com hat-tricks de Flávio e Abel, resultado que ameniza circunstancialmente uma época com demasiados altos e baixos. O FC Porto vivia uma grave crise desportiva, de que só sairia cinco anos depois.

Para ver
Francisco Soares marcou ontem o quarto golo com a camisola do FC Porto. O avançado brasileiro está a ter impacto na equipa e esta semana deu uma interessante entrevista ao Porto Canal. Se não viu ou quer vere outra vez basta clicar aqui.

Para ouvir
Uma homenagem a David Bowie made in Portugal, através de David Fonseca, que convidou diferentes nomes para cantarem algumas das canções mais conhecidas do músico inglês falecido há pouco mais de um ano. Hoje ouvimos Starman pela voz de Aurea.

Até amanhã,

Francisco J. Marques