A AZIA NACIONAL por uma CLAQUE PORTUGUESA ter um LÍDER TRIPEIRO.

É incrível. Como é possível gerar tanta controvérsia o facto da claque nacional ser liderada por um PORTUGUÊS do NORTE. A postura de macaco e restantes elementos dos SuperDragões tem sido excelente, o objetivo tem sido apenas um, APOIAR A SELEÇÃO. Desde que Fernando Madureira decidiu liderar esta iniciativa, a mudança no apoio à seleção tem sido incrível, no sentido positivo, sem qualquer tipo de distúrbios, confusões etc. No europeu passamos a ouvir o nome de Portugal nos estádios e televisões, os jogadores sentiam um apoio incrível e isso ajudou a sermos campeões, diria até que foi FUNDAMENTAL, no entanto como é gente do NORTE, como é gente do PORTO…é difícil de aceitar, diria IMPOSSÍVEL.

Never Give Up 💪🏻🇵🇹✌🏼️

Posted by Macaco Líder on Sunday, March 26, 2017

Eu como Portista e TRIPEIRO, sempre olhei para a seleção com alguma indiferença, precisamente por isto, a seleção só existe de Gaia para baixo.

A diferença que os Dragões fizeram na Seleção Nacional foi enorme, e isso custa a muita gente. Só podia ser mesmo a MELHOR CLAQUE DE PORTUGAL a tomar tal iniciativa, que no meu ponto de vista devia ser uma iniciativa de união, unir as maiores claques e fazer um MEGA APOIO, no entanto na luz, o que aconteceu foi isto, fomos rececionados com insultos anti Porto, pedras etc, por adeptos identificados do Benfica, respondemos com canticos anti benfica e a noticia é:

A chegada de Fernando Madureira, líder dos Super Dragões, e da restante claque de apoio à Seleção Nacional ao Estádio da Luz, a cerca de meia hora do arranque da partida com a Hungria, gerou alguma confusão pois estavam a ser esperados por adeptos do Benfica. Segundo a SIC Notícias, esses adeptos Benfiquistas não gostaram de ver lider dos Super Dragoes a liderar a claque e iniciou-se ali uma troca de palavras, com o ambiente a aquecer rapidamente.

A policia intervém durante o jogo, vergonhosamente.

Já durante o jogo, ao minuto 15’, a polícia ‘desalojou’ por instantes a claque, tendo-lhes pedido para permanecerem cada um junto a uma cadeira, algo que não estava a acontecer e que é impensavel numa claque organizada . O grupo subiu a escadaria mas voltou a descer pouco depois, obviamente. Só faltava quererem uma claque sentada a cantar.

Dez stewards e cerca de 8 spotters controlam todos os movimentos no sector. O grupo de cerca de 25 adeptos que acompanha Fernando Madureira marca presença no piso 0 (por cima da tarja ‘Nação Valente e Imortal’), por baixo do setor afeto à Hungria, que se encontra no piso 3, a CLAQUE DE PORTUGAL estava a ser controlada como se fosse alguém de um PAIS DIFERENTE.

A claque de PORTUGAL a ser recebida na CAPITAL do SEU PAIS como se fosse de um pais diferente.

Fernando, dou-te valor a ti e a todos os membros da claque do FCPorto, é preciso coragem, amar este desporto, a Seleção ganhou muito com todos, mas sinceramente, ESTE PAIS NÃO MERECE.

 

Joel Santos

SuperPortistas.com