Amaro Antunes vence no Alto do Malhão

Amaro Antunes vence no Alto do Malhão

Ciclista da W52-FC Porto-Mestre da Cor terminou na quinta posição da geral

 

O portista Amaro Antunes fechou da melhor forma uma brilhante prestação na edição de 2017 da Volta ao Algarve em bicicleta, vencendo destacado a quinta etapa, que terminou no Alto do Malhão. Na tarde deste domingo, o ciclista da W52-FC Porto-Mestre da Cor confirmou o bom momento que já tinha demonstrado na também internacional Volta à Comunidade Valenciana, não dando qualquer hipótese a um pelotão recheado de estrelas do World Tour. Venceu a etapa com o tempo de 4h29m28s, deixando o segundo à distância de 12 segundos. A camisola amarela ficou na posse de Primoz Rigloc (Lotto-Jumbo).

A derradeira etapa da Algarvia partiu de Loulé e os 179,2 quilómetros de todas as decisões reservavam duas passagens pelo Alto do Malhão (contagem de montanha de segunda categoria) como principal atração e foi precisamente na segunda passagem, a 1,5 quilómetros da meta, e na parte mais difícil da subida (inclinações de 9,6 por cento), que Amaro Antunes acabou por fazer a diferença.

A correr em casa, o algarvio atacou a deixou para trás a ilustre concorrência na cabeça do pelotão, para satisfação dos muitos milhares de apoiantes que queriam uma vitória de um homem da casa no Alto do Malhão. O ciclista azul e branco concluiu a tirada a uma velocidade média de 39,9 quilómetros por hora, deixando o espanhol Vicente Garcia de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé) e o belga Tiesj Benoot (Lotto-Soudal) a 12 segundos.

“Mostrei que estava bem. Em Valência já o estava e hoje foi mais uma prova de que posso estar aí na frente com os melhores. Trabalhei muito no Inverno para conseguir uma vitória e felizmente hoje consegui. Estou muito feliz. Já tinha em mente isto desde o início da etapa e felizmente consegui fazê-lo”, afirmou o portista após a conclusão da etapa.

No que respeita à classificação geral, o esloveno Primoz Rigloc, após uma subida de grande categoria, manteve a camisola amarela, que conservou com 22 segundos sobre o polaco Michal Kwiatkowski (Sky) e 55 sobre o francês Tony Gallopin (Lotto Soudal). Quanto a Amaro Antunes, que era nono, concluiu a prova no top 5, a 1m29s do líder, cimentando o estatuto de melhor português e melhor de uma equipa portuguesa. À frente do portista só quatro ciclistas, todos de equipas do World Tour.

Classificação da quinta etapa
1.º – Amaro Antunes (W52-FC Porto-Mestre da Cor), 4h29m28s
2.º – Vicente Garcia de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé), a 12s
3.º – Tiesj Benoot (Lotto Soudal), a 12s
(…)
30.º – Joaquim Silva (W52-FC Porto-Mestre da Cor), a 1m12s
31.º – Raúl Alarcón (W52-FC Porto-Mestre da Cor), mt
111.º – Rui Vinhas (W52-FC Porto-Mestre da Cor), 8m26s
112.º – António Carvalho (W52-FC Porto-Mestre da Cor), 8m28s
114.º – Ricardo Mestre (W52-FC Porto-Mestre da Cor), 8m31s

Classificação geral individual
1.º – Primoz Roglic (Lotto-Jumbo), 19h04m03s
2.º – Michal Kwiatkowski (Sky), a 22s
3.º – Jonathan Castroviejo (Movistar), a 55s
(…)
5.º – Amaro Antunes (W52-FC Porto-Mestre da Cor), a 1m29s
26.º – Joaquim Silva (W52-FC Porto-Mestre da Cor), a 5m14s
65.º – Rui Vinhas (W52-FC Porto-Mestre da Cor), a 17m24s
75.º – Ricardo Mestre (W52-FC Porto-Mestre da Cor), a 19m19s
64.º – António Carvalho (W52-FC Porto-Mestre da Cor), a 19m42s
86.º – Raúl Alarcón (W52-FC Porto-Mestre da Cor), a 21m53s

Classificação por equipas
1.º – Astana, 57h19m07s
2.º – Katusha, a 1m47
3.º – Movistar, a 2m49s
(…)
8.º – W52-FC Porto-Mestre da Cor, a 9m44s

Fonte: FC Porto