André apanha Hélder Postiga

Está a um golo de se tornar o maior goleador português do FC Porto desde século, numa época

O português marcou pela primeira vez desde a chegada de Soares. Com o brasileiro, a produção ofensiva do FC Porto disparou de uma média de 1,95 para 2,67 golos por jornada

André tem quatro golos de penálti: é recorde na LigaMelhor do que Varela, Quaresma, Capucho e Maniche e igual a Hélder Postiga. Os 13 golos assinados por André Silva no presente campeonato permitiram-lhe apanhar o antigo ponta de lança como o maior goleador português do FC Porto numa época, em jogos do campeonato. E o “miúdo” tem tudo para reclamar esse título para si uma vez que ainda tem 12 jornadas pela frente para marcar. Postiga fez 13 golos em 2002/03, mas precisou de 31 jogos para o conseguir. André Silva chegou lá em 22 jornadas. Mas há mais: contra o Tondela, André Silva fez o 18.º golo da época – entre todas as provas – , igualando o melhor registo de um jogador do FC Porto na época passada, no caso Aboubakar.

Entre os maiores goleadores neste século do FC Porto, no campeonato, há que abrir um parênteses para Deco, que conseguiu marcar 13 golos em 2001/02 e 10 na época seguinte. O médio não entra, porém, nesta contabilidade porque ainda não era português nessa altura. A naturalização só surgiu em meados de 2003.

Na sexta-feira, André Silva marcou pela primeira vez desde que tem Tiquinho Soares como companheiro de ataque. Frente a Sporting e V. Guimarães ficou em branco e até foi substituído, o que não é muito habitual. Neste jogo, os dois avançados faturaram em simultâneo. André de penálti, Soares num remate bem colocado ao poste mais distante. Foi o quarto golo do brasileiro com o Dragão ao peito, em três jogos.

Com a chegada do ex-V. Guimarães, a produção ofensiva do FC Porto subiu em flecha: oito golos em três jogos, traduzem-se numa média de 2,67 golos por jogo, um registo bem mais alto do que os 1,95 conseguidos nos 19 jogos anteriores do campeonato. Soares é o principal responsável (ver caixa), mas há mais um beneficiado: Diogo Jota perdeu o lugar no onze, mas saltou do banco para marcar nos últimos dois jogos. Antes disso não marcava desde o início de dezembro…

Fonte: Ojogo