André Silva crítico: “Já me tiraram dois golos limpos”

Em entrevista ao Porto Canal, André Silva diz que o FC Porto foi alvo de injustiças ao longo da época.

A temporada: “Obviamente que se estivéssemos noutra posição fazíamos as coisas de outra maneira. Houve momentos em que não foram justos connosco, como por exemplo agora o Brahimi em Chaves. Eu tenho a noção que ele não disse nada de mal. E se ele disse, é algo que todos os jogadores dizem em todos os jogos, nada que justificasse aquela situação. Lembro que no meu caso já me tiraram dois golos que são limpos, como outras situações. Acredito que não queiram fazer as coisas dessa forma, mas preocupam-se demasiado connosco e têm-nos demasiado na cabeça. Mesmo não querendo dar demasiada atenção, acabam por errar. Não estou a dizer que é de propósito, mas aconteceram algumas coisas esta época que desejava que não tivessem acontecido”.

Época boa em termos individuais? “Não! Se as coisas não forem boas para o coletivo, o individual não serviu de nada. Se fui capaz de marcar todos esses golos, as pessoas sabem que podia ter marcado mais. O que posso dizer é que antes dessas mesmas pessoas pensarem isso, já eu pensei. Eu queria ter marcado mais golos, mas nem sempre as coisas correm como esperamos. O futebol não é um mar de rosas, como muita gente pensa. Não posso estar feliz se a nível coletivo as coisas não correm bem”.

A dedicação da equipa: “As pessoas são livres de apontarem o que quiserem. Tentámos fazer o nosso trabalho. Antes de as pessoas terem noção de quem errou, que fomos nós, nós já sabemos disso e não queremos isso. Sabemos as consequências e o que vamos sentir. Não queremos sentir essa tristeza, queremos estar dentro de campo e dar o nosso melhor. O futebol não é apenas tático ou mental. Há outras variáveis. As pessoas podem continuar a apontar o dedo, mas olhamos para nós e sabemos que damos tudo, apesar de não termos tomado as melhores decisões. Se pudéssemos voltar atrás, faríamos de outra maneira, porque não queremos perder, nem queremos falhar»

Destinado a grandes momentos? “Não é achar que estou destinado. Eu quero estar nesses grandes momentos e toda a gente procura isso. Se chegar a esses momentos é porque trabalhei verdadeiramente para isso”.

André Silva na seleção e FC Porto: “Na seleção correu-me bem porque entrei num bom momento, pois estou com os campeões europeus, os melhores jogadores da Europa. Eles ajudaram-me muito e se tenho esses golos devo-os a eles. Em relação ao FC Porto, posso dizer que vou tentar dar sempre o meu melhor. A garra que tenho dentro de mim nunca a vou perder. Se algum dia perder isso deixo de jogar futebol. Vou continuar a ser quem eu sou, mesmo que as pessoas apontem o dedo, mas se cheguei aqui. Tenho muitas pessoas que gostam de mim e querem o meu melhor. Quando vesti a camisola do Porto dou o meu melhor, tento honrá-la ao máximo. As coisas às vezes não acontecem da maneira que queremos, mas o sentimento continua a estar lá e vontade para que as coisas corram bem está lá também”.

Fonte: OJOGO