“Bis” de Álvaro Morais ajudou a meter a sexta

FC Porto Fidelidade derrotou o Sporting de Tomar por 5-0, na 15.ª jornada do Campeonato Nacional

 

Fechado o mês de janeiro de forma invicta – com destaque para as vitórias sobre Sporting (2-1) e Oliveirense (3-1) e para o apuramento garantido para os quartos de final da Liga Europeia​ – o FC Porto Fidelidade entrou em fevereiro com a mão direita, a bater este sábado, no Dragão Caixa, o Sporting de Tomar por 5-0. Marcaram Álvaro Morais, por duas vezes, Rafa, Jorge Silva e Hélder Nunes no sexto triunfo consecutivo, conquistado no jogo da 15.ª jornada do Campeonato Nacional. Na tabela classificativa​, os azuis e brancos seguem no terceiro lugar, a um ponto do segundo, o Sporting, e a dois do Benfica, primeiro.

Os portistas entraram bem, dominadores, com uma boa e rápida circulação da bola, frente a um adversário que se apresentou num bloco mais baixo e que tapava bem os caminhos para a sua baliza, mas que jogava o jogo pelo jogo e que por isso ajudou a proporcionar um bom espetáculo na primeira parte. Só lhe faltaram mais golos, porque oportunidades para isso não faltaram, sobretudo à equipa de Guillem Cabestany, que esteve algo perdulária na hora do rematar e que também teve pela frente um inspirado Diogo Alves, o guarda-redes dos templários, que na primeira parte só não conseguiu parar o remate de Álvaro Morais a pouco mais de cinco minutos do intervalo.

O segundo tempo começou praticamente com mais um golo portista, novamente assinado por Álvaro Morais (28m). A toada do jogo manteve-se, com o FC Porto a praticar bom hóquei em patins, a defender bem, não permitindo transições rápidas aos templários, que até se apresentaram mais ofensivos, sem que, no entanto, tenham conseguido bater Carles Grau. Do outro lado, Diogo Alves não teve a mesma sorte, porque os portistas foram mais certeiros, e por isso teve que ir buscar a bola dentro da baliza por mais três vezes, graças aos golos de Rafa (37m), o mais bonito do encontro, de Jorge Silva (43m) e de Hélder Nunes (44m).

Em declarações ao Porto Canal no final da partida, Guillem Cabestany gostou de quase tudo o que viu nos 50 minutos. “É verdade que foi um jogo em que não fomos perfeitos na finalização – falhámos alguns lances de bola parada e algumas ocasiões clara -, mas fomos um grande Porto em muitos aspetos, com uma boa defesa, um bom balanço defensivo. O Tomar é uma equipa bem orientada com jogadores de qualidade, sabíamos que precisávamos de um muito bom Porto para ganhar e a equipa correspondeu. Creio que foi um bom jogo e estamos preparados para o desafio que temos no próximo sábado”, disse o treinador catalão, referindo-se ao jogo com a Oliveirense, no Dragão Caixa, no próximo sábado, às 15h00 (Porto Canal), relativo aos 16 avos de final da Taça de Portugal.

FICHA DE JOGO

FC PORTO FIDELIDADE-SPORTING DE TOMAR, 5-0
Campeonato Nacional, 15.ª jornada
3 de fevereiro de 2018
Dragão Caixa

Árbitros: Miguel Guilherme e Ricardo Leão (Lisboa)

FC PORTO FIDELIDADE: Carles Grau (g.r.), Reinaldo Garcia, Hélder Nunes (cap.), Gonçalo Alves e Rafa
Suplentes: Nélson Filipe (g.r.), Telmo Pinto, Ton Baliu, Jorge Silva e Álvaro Morais
Treinador: Guillem Cabestany

SPORTING DE TOMAR: Diogo Fernandes (g.r.), João Lomba, João Sardo, Ivo Silva (cap.) e Hernâni Dinis
Suplentes: Marco Gaspar (g.r.), Paulo Passos, João Alves, Pedro Martins e Alexandre Marques
Treinador: Nuno Domingues

Ao intervalo: 1-0
Marcadores: Álvaro Morais (20m e 28m), Rafa (37m), Jorge Silva (43m), Hélder Nunes (44m)

Disciplina: cartão azul a Hernâni Diniz (44m) e João Sardo (44m)