Brahimi existe a possibilidade de o médio ver a pena reduzida para um jogo

Brahimi ainda é possível para o jogo com o Chaves

Algumas testemunhas do processo ainda vão ser ouvidas hoje, existindo a possibilidade de o médio ver a pena reduzida para um jogo, entretanto cumprido com o Feirense

Tiago Antunes, o quarto árbitro do jogo com o Braga, e responsável pela expulsão do argelino, tem de responder a um inquérito na sequência de uma queixa apresentada pelos dragões

Tiago Antunes deu indicações a Hugo Miguel para expulsar Brahimi no jogo Braga-FC PortoÉ forte a possibilidade de Brahimi jogar em Chaves. O médio do FC Porto foi castigado com dois jogos, tendo cumprido o primeiro com o Feirense, e aguarda por um parecer favorável, depois do recurso interposto pelos dragões.

Apesar de terem sido divulgados ontem os castigos, que não faziam qualquer referência a Brahimi, O JOGO sabe que o caso do argelino está a ser analisado, até porque está previsto que hoje ainda sejam ouvidas mais algumas testemunhas. Recorde-seque, talcomo escrevemos em primeira mão, o FC Porto enviou ao Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol um pedido expresso para que o caso seja analisado com carácter de urgência para que o jogador possa ser utilizado em Chaves.

Brahimi tem treinado bem, como foi possível confirmar no treino de ontem e está à disposição de Nuno Espírito Santo, caso o recurso apresentado pelo FC Porto seja positivo. Recorde-se que o internacional argelino foi expulso em Braga, quando estava no banco, já depois de ter sido substituído, por indicação de Tiago Antunes, o quarto árbitro. “Com o jogo interrompido, o jogador dirigiu-se ao quarto árbitro a gritar palavras de forma brusca e agressiva, tendo encostado a sua face à face daquele. As palavras proferidas foram impercetíveis”, podia ler-se no mapa de castigos tornado público pelo CD da FPF.

O FC Porto aguarda agora por um parecer favorável para que Brahimi possa jogar em Chaves. Ontem, entretanto, osdragões ficaram a saber que o Conselho de Disciplina instaurou um processo de inquérito a Tiago Antunes, na sequência da queixa do FC Porto contra o 4.º árbitro do Braga-FC Porto.

No comunicado publicado ontem, o CD anuncia a abertura de um “processo de inquérito”, “com base em participação de sociedade desportiva”, sem especificar de quem se tratava, mas O JOGO sabe que se trata do FC Porto e do assunto ser Tiago Antunes. “O processo foi enviado hoje à Comissão de Instrutores da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, mantendo-se em segredo até ao fim do inquérito”, pode-se ler no comunicado do CD da FPF.

Conforme o nosso jornal escreveu na edição da passada sexta-feira, o FC Porto enviou uma carta dirigida a Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol, apelando a uma punição severa para Tiago Antunes. O árbitro da AF Coimbra terá, segundo o FC Porto, tecido comentários considerados xenófobos no Facebook, em resposta à indignação de um adepto portista.

Fonte: FC Porto