Carrillo: “Esperamos um jogo de alta intensidade”

FC Porto joga sexta-feira na Áustria a primeira mão da terceira ronda de apuramento para a Taça EHF

 

É com otimismo, mas com muitas cautelas, que o ponta-esquerda José Carrillo encara o próximo desafio da equipa de andebol do FC Porto, da 1.ª mão da terceira e última ronda de apuramento para a Taça EHF, frente aos austríacos do Bregenz. Recém-chegado aos Dragões, o espanhol, que tem sido um dos jogadores em destaque na fase inicial da época azul e branca, garantiu que a equipa portista vai jogar no pavilhão do Bregenz com o objetivo de vencer e assim manter o registo 100% vitorioso da época, mas alertou que o próximo adversário é uma equipa “muito difícil, com muitos e bons jogadores” e que vai obrigar a jogo de intensidade máxima. A partida tem início marcado para as 18h00 (de Portugal Continental) de sexta-feira.

Como encarar o jogo
“Vamos ter um jogo de alta intensidade desde o primeiro minuto e vamos ter que entrar em campo muito concentrados, porque o rival vai obrigar-nos a jogar assim. Temos de pensar em jogar bem e em conquistar a vitória e depois, nos últimos minutos, pensar que ainda temos outros 60 minutos para jogar no Dragão Caixa.”

O momento das duas equipas
“Talvez nós possamos ter alguma vantagem porque temos mais jogos disputados e isso pode ser bom. Eles têm alto nível, competiram contra o ABC na qualificação para a Champions e pelo que se viu não se espera outra coisa que não seja um jogo equilibrado.”

A preparação para o encontro
“A nossa preparação não é só de hoje e conhecemos muito bem esta equipa. Acho que o lateral direito deles é um dos jogadores mais importantes, pois tem um remate muito forte e teremos de estar atentos. Mas não é o único, pois eles têm muitos e bons jogadores. Quanto a nós, vamos tentar fazer o nosso melhor, sabendo que temos também jogadores muito altos e com características semelhantes às dos austríacos, ainda que espere um jogo muito diferente dos que temos em Portugal porque a forma de jogar destas equipas é muito diferente.”

FONTE/ FC PORTO