Comunicado da TVI 24: Consulta a espectadores da TVI sobre mails do Benfica foi pirateada

Respostas a pergunta que compara caso com o Apito Dourado foi adulterada a favor do Benfica.

A TVI24 publicou esta sexta-feira uma nota editorial no seu site em que dá conta de a estação ter sido alvo de “ataque informático” à sondagem que estava a fazer num especial sobre o caso dos e-mails do Benfica. A estação de Queluz perguntava aos seus espectadores na quarta-feira se “o caso dos e-mails é um novo Apito Dourado do futebol português?”. A maioria das respostas indicavam que sim, até que, subitamente, milhares de votos entraram no sistema, invertendo o sentido do voto. A TVI não explica qual das três opções “Sim, e é mais grave”; “Sim, é igual”; e, “Não se compara” foi apoiada massivamente, mas as imagens do programa revelam que, às 22h46 a opção “Sim, e é mais grave” liderava com mais de 86% dos votos. Uma hora depois, era a opção “Não se compara” que reunia 77% dos votos, e foi com estes dados que o jornalista Sousa Martins encerrou o programa.

A estação explica que a súbita inversão do sentido de voto se deve a um ataque informático e diz que a situação não é inédita: “Não sendo a primeira vez que acontece, a TVI compromete-se a lançar mecanismos de votação que impeçam este tipo de manipulação”.
Eis o comunicado da TVI 24, na íntegra:
A TVI24 lançou uma sondagem no seu site na passada quarta-feira, dia 14, onde perguntava se “o caso dos e-mails é um novo Apito Dourado do futebol português”. Nas três opções de resposta, os internautas podiam escolher uma das situações: “Sim, e é mais grave”; “Sim, é igual”; e, “Não se compara”. Esta sondagem esteve em destaque durante o programa Especial Informação que debateu o caso dos emails que lançam suspeitas sobre o Benfica e a arbitragem. A TVI identificou um ataque informático à sondagem e, num curto espaço de tempo, uma das opções recebeu dezenas de milhares de votos. A TVI entendeu retirar a sondagem do site da TVI24 porque esta não refletia um resultado de acordo com a expressão espontânea dos votantes. Não sendo a primeira vez que acontece, a TVI compromete-se a lançar mecanismos de votação que impeçam este tipo de manipulação.