Depoitre “mais leve” e nada arrependido

Avançado admite que chegou à Bélgica com outro espírito depois de ter marcado ao Chaves. Está concentrado em superar o desafio que abraçou

Impedido de se mudar para outro clube europeu nesta época, o ponta de lança não fecha a porta a um regresso à Bélgica, mas adia a decisão para junho. Até lá promete lutar para jogar com mais regularidade

Depoitre marcou ao Gafanha na Taça de Portugal, e agora ao Chaves

O golo marcado ao Chaves, o primeiro no campeonato português, tirou um peso dos ombros de Depoitre. “Fezme bem; permitiu-me vir de férias com o espírito mais leve”, reafirmou o avançado, em declarações à Imprensa belga, confessando ter vivido “um momento complicado” no FC Porto, pelo facto de não ter tido “muito tempo de jogo”. “Quando temos de nos contentar em entrar, de tempos a tempos, não é fácil, mas há que continuar a trabalhar e aproveitarei a minha oportunidade, quando ma derem”, afirmou. “Não ter atingido o nível que posso ter foi uma questão de confiança. Foi um todo que fazia com que não estivesse a correr bem”, sustentou.

Desconhecedor da proposta que Pinto da Costa revelou ter recebido do Anderlecht, Depoitre adiou para junho uma decisão sobre o futuro. “Vou ver se atinjo o meu objetivo ou se continuo numa situação difícil. Mas, por agora, não penso nisso. Neste momento, concentro-me apenas no FC Porto”, garantiu, sem fechar a porta a um regresso à Bélgica. Isso, contudo, não significa que esteja arrependido de ter assinado pelos dragões. “Para lá do futebol, o Porto é uma bela cidade, é muito agradável. Gosto muito. Desportivamente, espero que melhore, mas, fora isso, está tudo bem. Fui eu que fiz uma escolha. É um novo desafio e competeme superá-lo”, rematou.

Fonte: Ojogo