Derrota com Kataja complica contas na Taça da Europa da FIBA

Para avançar na prova, Dragões têm agora de vencer o Kapfenberg Bulls e esperar por derrota do Mornar na última jornada

 

A derrota caseira da noite desta quarta-feira (86-90) frente ao Kataja, em jogo do grupo C da quinta jornada da Taça da Europa da FIBA, coloca os Dragões numa posição delicada para avançar para a próxima fase da prova, visto que já não dependem apenas de si para conseguir um dos dois primeiros lugares.

A única hipótese é agora que o Mornar Bar (segundo classificado do grupo, com oito pontos) perca no terreno do Kataja (já qualificado, com nove) e que o FC Porto triunfe na Áustria, frente ao Kapfenberg Bulls. Aí valeria a vantagem dos azuis e brancos no confronto direto com o Mornar.

Os Dragões até chegaram na frente ao final do primeiro período, mas o segundo acabou por ser mortífero: o parcial de 16-32 deixou-os com 12 pontos de desvantagem ao intervalo e com uma tarefa muito difícil pela frente para a segunda parte.

Isto porque do outro lado estava uma equipa muito organizada, com intensidade defensiva e agressividade no ataque. Quase todos os seus jogadores demonstraram uma grande facilidade no tiro exterior e as percentagens são elucidativas: 63,9 por cento de acerto nos lançamentos de dois pontos e uns incríveis 52,4 nos três pontos. A percentagem portista nos três pontos até foi positiva (44,4 por cento), mas a verdade é que a defesa se revelou incapaz de travar os finlandeses.

O FC Porto dominou a luta das tabelas (34 ressaltos contra 21 dos adversários), mas o Kataja mostrou quase sempre um ritmo superior e a razão pela qual era a equipa favorita do grupo. Depois de terem estado a perder por 18 pontos, os Dragões ainda recuperaram no último período e, a sete segundos do fim, colocaram-se a três do adversário (86-89). Mas já era tarde para dar a volta ao resultado, apesar da boa réplica dada nos últimos dez minutos (parcial de 19-11).

No final, em declarações ao Porto Canal, Moncho López preferiu olhar para a próxima partida (dia 30 de novembro, às 21h00), no pavilhão da Ovarense, já que o encontro na Áustria é apenas a 6 de dezembro, às 18h00 de Portugal Continental: “Antes do jogo na Europa temos de pensar outros objetivos importantes. Neste momento está em causa o apuramento para a Taça Hugo dos Santos. Temos perdido jogos no Campeonato em que nem competimos e temos que melhorar isso”.

FICHA DE JOGO

FC PORTO-KATAJA, 86-90
Taça da Europa da FIBA, grupo C, 5.ª jornada
15 de novembro de 2017
Dragão Caixa, no Porto

Árbitros: Thomas Bissuel (França) e Goran Sljivic (Áustria)

FC PORTO: Marcus Gilbert (23), Pedro Bastos (7), Will Sheehey (12) Will Hanley (15) e Sasa Borovnjak (2)
Jogaram ainda: Miguel Queiroz (11), Pedro Pinto, André Bessa (1), António Monteiro (13) e Miguel Miranda (2)
Treinador: Moncho López

KATAJA BASKET: Seppälä (14), Perttu (6), Huolila (2), Wesley Saunders (15) e Damier Pitts (16)
Jogaram ainda: Bejerano (15), Niemi (8) e Williams II (14)
Treinador: Greg Gibson

Ao intervalo: 40-52
Parciais: 24-20, 16-32, 27-27, 19-11

Fonte: FC Porto