“Devem correr, jogar e festejar como se não houvesse amanhã”

A ideia de um FC Porto à imagem do que era Sérgio Conceição enquanto jogador agrada ao agora treinador dos dragões, que deseja uma equipa a viver o jogo com “intensidade” e rigor.

Um FC Porto à imagem do jogador Sérgio Conceição, eis uma fórmula capaz de sintetizar o que o novo treinador espera da equipa. “Espero que sim, que seja esse FC Porto. Que corra, sim, mas que corra de forma organizada”, declarou, em entrevista à revista Dragões: “Correr, por si só, não basta, não é bom. Por acaso, há uma estatística engraçada da época passada: no Nantes, frente a todos os adversários, fomos a equipa que correu mais, mas corria bem. Tivemos sempre mais seis, sete, oito, nove, dez quilómetros do que o adversário, o que é muito. Isso é um reflexo do treino, tem que ser preparado e treinado. Os jogadores devem ter essa intensidade, de correr, jogar e festejar como se não houvesse amanhã. É isso que vou procurar incutir-lhes.”

Fonte: Ojogo