Domenech analisa Ricardo Pereira: “No topo não se podem fazer jogos fracos”

Quem conhece Raymond Domenech sabe que não é fácil ouvir elogios da boca do antigo selecionador francês. Falou a O JOGO sobre Ricardo Pereira, jogador do FC Porto emprestado ao Nice nas duas últimas temporadas

Ricardo Pereira, jogador do Nice cedido pelo FC Porto, pode ter sido decisivo na atribuição do título a favor do Mónaco, depois de ter contribuído com um golo e uma assistência para a derrota do Paris SG (3-1) na semana passada.

Esta passagem pelo Nice vai ajudar Ricardo Pereira a subir uns patamares?

Não sei bem, porque, ao mais alto nível, um jogador tem de estar sempre no topo, não se podem fazer jogos fracos ou menos conseguidos. No caso dele, tem sido um pouco assim e, ao mais alto nível, fazem-se dois jogos por semana que têm de ser encarados como finais, sempre no máximo. Um clube como o Nice está a meio caminho. Na época passada, o Ben Arfa esteve acima da média no Nice, que é um clube familiar, com bom ambiente e sem grandes pressões, onde não se tem nada a provar, e agora não o está a conseguir no Paris SG, onde mal joga – não é a mesma coisa. Mas não se percebe onde pode chegar o Ricardo, até porque não sei se a concorrência que tem é suficientemente forte no Nice para o obrigar a transcender-se.

Ricardo Pereira “facilitou” a luta pelo título ao Mónaco com uma exibição decisiva para tirar três pontos aos parisienses…

Acho que sim, os parisienses podem amaldiçoá-lo por isso, porque pode ter-lhes tirado o campeonato para o dar ao Mónaco. O golo que o Ricardo marcou foi impressionante; se repetir aquele movimento duas mil vezes, não sei se vai voltar a marcar um golo daqueles.

FONTE: O JOGO