Dragão questiona impunidade rival

Francisco J. Marques não entende como é que nenhum jogador do Benfica ainda não atingiu os cinco amarelos no campeonato

Negado o interesse em Marco Silva e no médio do Portimonense, Paulinho. José Manuel Meirim acusado de “substituir” Vítor Pereira na campanha contra o FC Porto

Depois da contabilidade de penáltis, agora os cartões

“O Conselho de Disciplina [CD] tem tido decisões sempre no mesmo sentido” “Nas ultimas épocas, o Benfica teve um ponta de lança importante que foi o senhor Vítor Pereira, que foi chutado para canto. Agora o doutor José Manuel Meirim substitui-o em campo” “Alguém acha normal que há 31ª jornada os centrais do Benfica não tenham ainda atingido os cinco amarelos?” Francisco J. Marques Diretor de comunicação do FC Porto

O FC Porto negou ontem, através do diretor de comunicação, que Marco Silva esteja na mira do clube e que Paulinho, do Portimonense, esteja a ser negociado. “Marco Silva é mentiraePaulinho,garantidamente, não será jogador do FC Porto”, vincou Francisco J. Marques no final do programa “Universo Porto de Bancada”, que na maioria do tempo acolheu mais críticas portistas tendo o Benfica e o CD como alvo. Os portistas lamentaram que o recurso apresentado por Brahimi não tenha sido atendido. “O Conselho de Disciplina[CD],aolongodestatemporada, tem tido decisões sempre no mesmo sentido. No caso do Samaris, que deu um murro e há imagens, foi aberto um processo disciplinar e o jogador continua a poder competir. No do Brahimi escolheu um processo sumaríssimo para que o castigofossecumpridonoimediato. Entre dois competidores que nos últimos três meses estão num ombro a ombro, há uma interferência do CD. Nas ultimas épocas, o Benfica teve um ponta de lança importante que foi o senhor Vítor Pereira, que entretanto foi chutado para canto. Agora o doutor José Manuel Meirim substitui-o em campo”, acusou Francisco J. Marques.

Aproveitando o lance da expulsão de Maxi em Chaves, o FC Porto chamou a atenção para os 12 jogos em que o clube teve jogadores suspensos contra apenas dois do Benfica. “Alguém acha normal que na 31ª jornada, os centrais do Benfica não tenham ainda atingido os cincoamarelos?Osmédiosnão fazem nada? Nós vemos os jogos…Comoépossível?Alguém tem dúvidas de que isto é a Liga Salazar? Qualquer que seja a perspetivaqueutilizamos,seja dos amarelos, dos penáltis ou das decisões do CD… Encontrem uma em que pareça que há benefício do FC Porto? Não queremos isso, mas estamos cansados de tanto prejuízo. Isto é uma falta de vergonha, sempre em benefício do mesmo. A Liga Salazar é uma homenagem ao tempo da outra Senhora e instalaram este modelo ditatorial em que o benefício era o mesmo das outras épocas”, acusou.

“BTV devia preocupar a Liga”

Encarnados acusados de manipularem imagens das transmissões. Fora de jogo a Licá como exemplo

A propósito de uma entrevista de Sónia Carneiro, em que a diretora executiva da Liga admitiu a perdas de pontos para os clubes cujos dirigentes critiquem as arbitragens, o FC Porto pediu que o organismo se debruce sobre outro tema. “A Liga tem a obrigaçãodesepreocuparcom outras coisa que são mais lesivas do futebol. Ainda este fim de semana vimos no BenficaEstoril uma transmissão da BTV muito questionável, na qual não foi colocada a linha que serve para elucidar todos no fora de jogo inexistente assinalado a Licá. Uns segundos antes, num lance que há fora de jogo, havia linha”, referiu Francisco J. Marques que usou ainda outros exemplos, como a “agressão de Samaris a Alex Telles” e o “golo irregular de Mitroglou” contra o Chaves. “A diretora executiva da Liga devia preocupar-se mais com estas coisas. De facto, isto partiu do Benfica essa proposta,masnãoteveeconosoutros clubes, que não estão de acordo. A que propósito isto aparece na Imprensa? É muito estranho… O Sporting fez uma espécie de contraproposta, mas estas coisas têm de ser discutidas pelos clubes e não através da Imprensa”, sublinhou o diretor de comunicação do FC Porto.

Fonte: Ojogo