Dragões Diário 03/11/2016

Bom dia,

De casa
Um golo de André Silva derrotou novamente o Brugge e permitiu ao FC Porto subir à segunda posição do Grupo G da Liga dos Campeões. Os Dragões estão em lugar de apuramento à entrada para as duas últimas jornadas, a três pontos do Leicester, que ainda nos visita, e com dois pontos de vantagem sobre o Copenhaga, próxima deslocação da nossa equipa, que em caso de vitória carimbará a qualificação para os oitavos. No pior cenário, que ninguém deseja, o FC Porto transitará para a Liga Europa.

Com um bocadinho mais de precisão a vitória teria sido bem mais tranquila, como reconheceu no final Nuno Espírito Santo: “Faltou-nos matar o jogo, tivemos muitas saídas perigosas e continuámos com um défice de eficácia, mas é bom ter oportunidades e vamos continuar a crescer, a melhorar. Estamos mais próximos daquilo a que queremos chegar, mas ainda falta caminho”. O treinador ficou satisfeito com a vitória, que classificou de “fundamental”, e com a capacidade de sofrimento que a equipa demonstrou.

Os jogadores mostraram satisfação com os três pontos, porque na Champions não há jogos fáceis. André Silva, Maxi Pereira, Danilo, Óliver Torres, Rúben Neves, Miguel Layún, Felipe e Casillas destacaram a importância da vitória, ao mesmo tempo que se começa a pensar no Benfica.

Daqui a pouco, às 10h00, o FC Porto inicia a preparação para o jogo de domingo com o Benfica, no primeiro grande clássico da temporada no Dragão. O jogo tem garantido um grande ambiente e já só faltam vender dois mil bilhetes, todos eles em exclusivo para sócios do FC Porto.

Terminou a invencibilidade da equipa de Sub-19, que sofreu com o Brugge a primeira derrota da época, ao perder em casa por 1-3, para a Youth League. Os Dragões mantêm a primeira posição, com mais dois pontos do que os belgas e continuam com boas hipóteses de apuramento.

O FC Porto B estreou-se com um empate a um golo com o Liverpool na Premier League International Cup. Omar Govea adiantou os Dragões, num livre direto já na segunda parte, mas os ingleses empataram pouco depois.

Com um primeiro período desastroso o FC Porto perdeu na Hungria, com o Sopron por 75-72, somando a terceira derrota na Taça da Europa da FIBA. Os Dragões acabaram os primeiros dez minutos com 13 pontos de desvantagem, foram recuperando, chegaram a passar para a frente, mas no último minuto falharam dois ataques, o que foi fatal. José Silva e Nick Washburn, ambos com 17 pontos, foram os melhores marcadores do FC Porto.

Hoje há Assembleia Geral no Estádio do Dragão. Às 20h30, ou meia-hora depois caso à hora marcada não esteja presente o número de sócios que os estatutos impõem, em discussão e votação vão estar o relatório e contas do último exercício, para além da tradicional meia-hora para discutir assuntos do interesse do clube. Para saber tudo leia aqui.

Do Mundo
Os antibióticos foram uma das grandes descobertas da medicina e desde que Alexander Fleming deu ao mundo a penicilina salvaram-se milhões de vidas. O problema é a utilização errada desta família de medicamentos, o que vai causando resistência e progressiva ineficácia. Este pequeno documentário do Instituto de Bioética da Universidade Católica do Porto ajuda a perceber quando e como se devem tomar os antibióticos.

Durante os fins de semana de novembro as famílias espanholas estão em greve aos trabalhos de casa que os professores marcam aos filhos, alegando excesso de TPC, o que retira tempo para programas familiares e para as crianças brincarem. A discussão em relação a esta matéria é transversal a várias culturas. No sul da Europa há o hábito de pedir um volume elevado de trabalhos para casa, enquanto noutras culturas do norte da Europa, por exemplo, os TPC não existem, ou são facultativos.

Aconteceu
Há 21 anos, a 3 de novembro de 1995, o nadador Rui Borges anuncia o fim de carreira. Chegava ao fim uma dos portugueses mais notáveis nesta difícil modalidade, ele que obteve para as nossas cores o impressionante número de 260 títulos nacionais, tendo estabelecido por 150 vezes recordes nacionais.

Para ouvir
Todos os pretextos são bons para voltarmos aos The Smiths. E as hipóteses da dupla Morrissey-Marr voltar a reunir-se em palco são cada vez mais reduzidas, tudo porque as posições políticas de Morrissey não agradam nada a Marr, que criticou o vocalista e nome maior da banda por ser um apoiante entusiasta do “Brexit”. Hoje recordamos mais uma preciosidade, ouça aqui.

Até amanhã,

Francisco J. Marques

 

FONTE/ FC PORTO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *