Já viste este telemovel igual ao Galaxy S8, Octacore, Camara 16Mp da Sony, Touch ID...etc por APENAS 100€? Visita o nosso link e não pagas portes de envio nem taxas alfandegárias!

CLICA AQUI

Dragões Diário 06/01/2017

Bom dia,

De casa
A expulsão de Danilo em Moreira de Cónegos podia ter ficado como um infeliz acontecimento e uma decisão precipitada de um árbitro inexperiente, mas infelizmente é muito mais do que isso e é reveladora do monstro que controla o futebol português. Danilo viu o segundo cartão amarelo e consequente vermelho depois de ter sido abalroado pelo árbitro Luís Godinho. Todo o país viu e até o mundo, com as imagens a correrem por todo o planeta, tal o inusitado da situação. Logo no dia seguinte, no jornal Record, por exemplo, saiu uma notícia com o título “Bocas na origem da expulsão”, versão profusamente divulgada ontem em diversos jornais, com a tese de que o nosso jogador foi expulso por palavras inapropriadas. Acontece que o relatório do árbitro é secreto, enviado eletronicamente pelo árbitro para os reponsáveis pela arbitragem, sem conhecimento dos clubes ou de qualquer outra pessoa. Coloca-se então a pergunta, como souberam os jornais o que o árbitro alegadamente escreveu no relatório? Souberam pela Federação Portuguesa de Futebol e pelo seu gabinete de comunicação, designadamente pelo seu diretor Luís Sobral. Explicando melhor porque o caso é especialmente grave, Luís Sobral enviou para mais de um jornal um link de um vídeo em que alegadamente se provavam palavras do jogador Danilo. E qual é o problema, questiona o leitor? O problema é que, para além de ser mentira, não cabe à federação e aos seus funcionários tomarem partido no que quer que seja, mas ainda é mais grave quando vemos alguém da federação tomar as dores do árbitro Luís Godinho em detrimento do comendador, campeão da Europa e jogador da seleção nacional e do FC Porto Danilo Pereira. Isto é inaceitável, o FC Porto exige explicações e medidas da parte da Federação Portuguesa de Futebol. Este é mais um exemplo do monstro que controla o futebol português. A federação devia ser neutra, mas se tivesse de tomar partido compreendia-se que o fizesse a favor de Danilo, que é jogador da seleção e contribuiu para a maior conquista da selecção. Com que cara esta gente encarará Danilo Pereira quando for chamado à seleção nacional? A quem interessa que a federação tome o partido do até esta semana desconhecido árbitro Luís Godinho? Ao Benfica, claro, que estende os tentáculos por todo o lado e quando de um lado está o FC Porto a verdade e os princípios não interessam para nada e há que montar uma encenação que prejudique o nosso clube. Assim se compreendem bem os recentes elogios de Luís Filipe Vieira a Fernando Gomes na tradicional entrevista de ano novo ao jornal “A Bola”, mas mais não são do que beijos de Judas. Tem a palavra o presidente da federação.

O FC Porto continua a preparar a deslocação a Paços de Ferreira (sábado, 20h30), da 16.ª jornada do campeonato, e voltou a treinar ontem de manhã no Olival. No boletim clínico continuam a constar os nomes de Layún, Otávio, Kelvin e, mais perto da recuperação total, André Silva. Por sua vez, Brahimi já se juntou à seleção argelina e Chidozie treinou com o FC Porto B, enquanto Rui Pedro fez o caminho inverso e integrou os trabalhos da equipa principal. Após decisão técnica que visa reduzir o grupo de trabalho, Adrián López, Sérgio Oliveira e Evandro passam a treinar com a segunda equipa. Hoje há novo treino, às 10h30, no Olival, seguido da conferência de imprensa de antevisão do jogo por parte de Nuno Espírito Santo, às 12h00. Quem quiser ir apoiar a equipa a Paços de Ferreira ainda tem disponíveis no Dragão pouco mais de 100 bilhetes.

A primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões só se disputa a 22 de fevereiro (19h45), mas já estão vendidos 20 mil bilhetes para o jogo com a Juventus, no Estádio do Dragão. Os ingressos estão disponíveis nos locais habituais, mas nunca é demais relembrar os sócios detentores de Lugar Anual (com e sem competições da UEFA incluídas) que têm a respetiva cadeira reservada até 22 de janeiro.

Os nossos Sub-19, já há muito com lugar reservado na fase final do Campeonato Nacional de Juniores A, recebem o Moreirense na 20.ª e antepenúltima jornada da primeira fase. O jogo que se realiza este sábado (15h00, Porto Canal), no Olival, marcará a estreia de João Brandão no comando técnico da equipa: “A ideia do FC Porto está acima de qualquer treinador”.

Naquele que será o primeiro compromisso oficial de 2017, a nossa equipa de basquetebol defronta amanhã (19h00, Porto Canal), no Dragão Caixa, o Lusitânia, em jogo da 14.ª jornada da Liga Portuguesa de Basquetebol. Na antevisão da partida com os açorianos, João Gallina reconheceu que a margem de erro dos campeões nacionais diminuiu depois da derrota na Luz. “Este mês e o próximo serão meses com bastantes jogos importantes, por isso não há espaço para mais deslizes”.

Do Mundo
As mulheres portuguesas são mães cada vez mais tarde. Se no ano 2000 a idade média do nascimento do primeiro filho era de 26,5 anos, em 2015 esse número subiu para os 30,2. O aumento médio de 3,7 anos deve-se a fatores que passam pela aposta na formação, procura de estabilidade financeira e no investimento na carreira, algo que tem também contribuído para um decréscimo do número total de nascimentos. Mais raros são ainda os casos de mães que tiveram o primeiro filho com idade superior a 50 anos, fenómeno que se poderá vir a verificar mais vezes num futuro próximo.

A modesta quantia de 605 mil euros foi o que o dono da cadeia de sushi Sushizanmai pagou para arrebatar, em leilão, um atum azul do pacífico. O peixe, uma autêntica iguaria desejada pelos melhores restaurantes do mundo, foi a joia da tradicional hasta de Tsukiji, o maior mercado de peixe do mundo, situado em Tóquio, a capital japonesa. Mas desengane-se se pensa que o valor pago pelo peixe foi uma exorbitância. Este é o terceiro ano consecutivo que Kiyoshi Kimura faz a licitação mais alta do evento, sendo que em 2013 desembolsou mais de 1,2 milhões de euros também por um atum de 212 quilos.

Aconteceu
Há precisamente 60 anos, a 6 de janeiro de 1957, o Benfica sai das Antas vergado a 3-0, com Zé Maria, Hernâni e Jaburu a “incendiar” o estádio. Mesmo com dez jogadores durante 70 minutos, depois da expulsão de Monteiro da Costa, o FC Porto encosta os lisboetas à parede e torna-se líder isolado do campeonato.

Mentirosos compulsivos
O menu foi aliciante, águia Vitória à la plancha em cama de papoilas saltitantes, bem regado por um Vilarinho reserva. Os comensais saíram satisfeitos mas tudo não passou de pura fantasia. Outra das facetas do polvo benfiquista é a propaganda ao melhor estilo nazi, utilizando todos os métodos, exceto a verdade. A página Hugo Gil e Benfica “noticiou” um almoço num hotel lisboeta entre o autor destas linhas e o diretor de comunicação do Sporting Nuno Saraiva, para concertarem posições. Acontece que o autor destas linhas não conhece Nuno Saraiva, nunca esteve com ele, em almoço, jantar, ou em qualquer outra situação e jamais faria alianças espúrias, como seria sempre uma aliança entre clubes rivais como são o FC Porto e o Sporting. Há gente mesmo sem escrúpulos e convém não esquecer que a página em causa é um panfleto oficioso controlado bem de dentro do Estádio da Luz. Só escolhe a mentira quem se incomoda com a verdade.

Para ouvir
Hoje voltamos aos brasileiros Boogarins. Esta canção é uma delícia pop e permitiu-lhes alguma exposição radiofónica em Portugal.

Até amanhã,

Francisco J. Marques
Fonte: FC Porto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *