Já viste este telemovel igual ao Galaxy S8, Octacore, Camara 16Mp da Sony, Touch ID...etc por APENAS 100€? Visita o nosso link e não pagas portes de envio nem taxas alfandegárias!

CLICA AQUI

Dragões Diário 07/01/2017

Bom dia,

De casa
É uma questão de controlo, está mais do que visto. E é precisamente por causa dele, daquele controlo capaz de tirar qualquer um do sério, que Nuno Espírito Santo respira fundo e trabalha a capacidade de se… autocontrolar. A dele e a da equipa, direcionando o foco para os fatores do jogo que ambos podem… controlar. É assim que o treinador quer o FC Porto quando esta noite pisar o relvado da Capital do Móvel, às 20h30: autocontrolada. O resto é com os outros.

Sim, a arbitragem foi assunto. Na conferência de imprensa em que projetou o encontro com o Paços de Ferreira, Nuno Espírito Santo pediu, sem pedir de mais, trabalho ao setor, para que os árbitros possam ser de novo apenas um fator do jogo e deixem de ser “o fator decisivo” do jogo. O treinador aproveitou ainda o paralelismo traçado com o futebol inglês numa das perguntas para lembrar na resposta que uma expulsão em Londres, muito menos disparatada do que a de Danilo em Moreira de Cónegos, justificou a despenalização do argelino Feghouli, do West Ham, que ontem já pôde defrontar o Manchester City. Danilo não vai poder defrontar o Paços de Ferreira.

Antes, a meio da manhã, o FC Porto já tinha emitido um comunicado no qual lamentava os episódios da véspera, em que alegados adeptos do nosso clube ameaçaram Artur Soares Dias, o árbitro que dirige o jogo desta noite.

O FC Porto já foi campeão em Paços de Ferreira, mas também já lá perdeu, como no ano passado, com um golo de Diogo Jota, que agora equipa de azul e branco. Saiba mais aqui sobre o histórico de jogos entre as duas equipas. No registo clínico de ontem mantinham-se Layún, Otávio e Kelvin. A recuperação de André Silva foi a boa notícia do dia.

No domingo é a vez do FC Porto B e António Folha mal pode esperar pela estreia frente à Académica, em Pedroso. “Estou com vontade que comece rápido”, disse o treinador, que ao plantel com o qual começou a trabalhar na semana passada não exige mais do que “qualidade e determinação”. Foi assim que ganhou seis campeonatos enquanto jogador e foi assim que se sagrou bicampeão nacional de Juniores A como treinador. Sempre com o FC Porto.

A agenda deste fim de semana promete mais emoções fortes, a começar já hoje pelo Benfica-FC Porto em hóquei em patins, jogo que Guillem Cabestany reconhece como “uma oportunidade extraordinária” para passar para primeiro, ou pelo FC Porto-Lusitânia em basquetebol, modalidade em que o extremo João Gallina já não deteta “espaço para mais deslizes”. E ainda há os compromissos das equipas de futebol de Sub-19, Sub-17 e Sub-15.

Do Mundo
Donald Trump, que a 20 de janeiro vai ser empossado como presidente dos Estados Unidos, reiterou que a construção do muro na extensa fronteira com o México vai ser pago pelos mexicanos. Trump já o afirmara antes, contrariando as autoridades do país vizinho, que têm garantido que não vão gastar um cêntimo na construção da barreira entre os dois países. O muro que Trump quer ver a dividir os dois países pretende impedir a entrada nos EUA de emigrantes ilegais.

Mais tarde e mais a norte, no Aeroporto de Fort Lauderdale, na Florida, um homem armado disparou indiscriminadamente sobre a multidão, provocando, pelo menos, cinco mortos e oito feridos. O atirador, que tinha servido no exército norte-americano, regressava do Alasca, onde fez tratamento psiquiátrico, e terá dito há meses que ouvia vozes na cabeça que o ordenavam a juntar-se ao Estado Islâmico.

É uma daquelas coisas que acontecem a toda a gente, mas desta vez com proporções bíblicas, passe o exagero. Um escocês pediu um carro emprestado para ir a Manchester, em Inglaterra, ver um concerto dos The Stone Roses. Chegado à cidade, estacionou o automóvel num parque de vários andares, foi ver o concerto e, quando regressou, começaram os problemas. Não conseguiu encontrar o carro. No dia seguinte voltou ao parque, mas não encontrou a viatura, tendo apresentado queixa de roubo. O carro viria a ser encontrado seis meses depois, precisamente onde tinha sido estacionado…

Aconteceu
Há 17 anos, a 7 de janeiro do ano 2000, o arquiteto Manuel Salgado apresentava pela primeira vez o esboço daquela que viria a ser casa do FC Porto. O projeto da nova cidade desportiva das Antas tinha como epicentro o nosso Estádio do Dragão, com capacidade para receber comodamente mais de 50 mil espectadores. O estádio, que pelo menos para nós é o mais bonito do mundo, foi inaugurado a 16 de novembro de 2003, a tempo de ser palco da triunfante caminhada para a conquista do título europeu de clubes de 2004, em Gelsenkirchen, na Alemanha.

Para ouvir
Não esqueça onde estacionou o carro e recorde os excelentes The Stone Roses neste fantástico crescendo.

Até amanhã,

Alberto Barbosa
Fonte: FC Porto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *