Dragões Diário 15/02/2017

Bom dia,

De casa
Danilo, Marcano e Alex Telles não participaram no treino de ontem. A três dias do FC Porto-Tondela, os três jogadores limitaram-se a fazer trabalho de ginásio, enquanto, no relvado, Nuno Espírito Santo também não pôde contar com João Costa, submetido na véspera a uma intervenção cirúrgica ao joelho esquerdo. A ausência foi suprida com a integração do guarda-redes Mouhamed Mbaye, do FC Porto B, cujo plantel recebeu em troca o avançado Rui Pedro.

“O futebol italiano não terá outro guarda-redes como ele”. Não foi exatamente assim que começou a entrevista de Iker Casillas ao magazine da UEFA Champions League, mas foi assim que o espanhol se referiu a Gianluigi Buffon, adversário que já defrontou por 16 vezes, entre jogos oficiais e particulares, e com quem mantém uma relação de rivalidade e amizade. Na projeção do FC Porto-Juventus da próxima semana, Iker reconheceu o favoritismo dos italianos, mas contrapôs com a “solidez defensiva” e a rapidez no ataque dos Dragões. Em resumo, disse Casillas, o FC Porto está na Champions para “desfrutar”, “ambicionar” e “sonhar”.

Qual a melhor maneira de reagir a uma derrota? Para Reinaldo Garcia é simples, é jogar. Por isso mesmo, a equipa de hóquei em patins dispõe esta noite de uma bela oportunidade para superar o desaire de Barcelos, que atirou o FC Porto para o terceiro lugar, enquanto o defesa/médio argentino recorda que só agora começou a segunda volta. “Ainda há muito para jogar”, disse Reinaldo no lançamento do encontro de hoje (20h30), no Dragão Caixa, frente à Juventude de Viana, um adversário que “defende bem”.

Após o arranque em Valência, a W52-FC Porto-Mestre da Cor volta agora a pedalar no Algarve, integrando o pelotão de 25 equipas, algumas delas do World Tour, que hoje liga Albufeira a Lagos na primeira etapa da prova. Depois do 20.º lugar de Amaro Antunes na “Valenciana”, o diretor desportivo Nuno Ribeiro lança na “Algarvia” Jacobo Ucha e Tiago Ferreira, os outros dois estreantes da equipa.

No bilhar às três tabelas, o FC Porto ampliou o seu próprio recorde para 32 vitórias consecutivas, ao ganhar, em Leça da Palmeira, à Portuguesa de Leça por 4-0. Os Dragões, que lideram a Zona Norte do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão, mantêm este registo perfeito desde julho de 2015. Na próxima jornada, o FC Porto recebe o Leixões na Academia de Bilhar do Estádio do Dragão.

Do Mundo
Várias escolas do concelho de Setúbal foram ontem encerradas por indicação da Proteção Civil, devido ao perigo de inalação de fumos tóxicos resultantes de um incêndio num armazém de enxofre. As populações de Praias do Sado e de Faralhão foram igualmente aconselhadas a não sair de casa. O incêndio, que deflagrou na madrugada de ontem, feriu quatro bombeiros que combatiam as chamas, foi controlado pelas 10h45, mas os trabalhos de rescaldo devem prolongar-se por vários dias.

Enquanto se temia que a nuvem de fumo tóxico atingisse Lisboa, um outro incêndio deflagrava no 21.º andar de um hotel da capital, impondo a evacuação do edifício, um dos mais altos do país, com 91 metros de altura. Três pessoas foram assistidas no local, devido à inalação de fumo.

Aconteceu
Dérbi na Invicta. A 15 de fevereiro de 1981, o FC Porto de Hermann Stessl recebeu e venceu o Boavista por 2-1, com Costa a apontar o golo da vitória. Sousa tinha colocado os Dragões em vantagem aos 28 minutos, mas Júlio fez o empate 12 minutos depois do recomeço. No verão, o mesmo Júlio mudou-se do Bessa para as Antas.

Para ouvir
André Allen Anjos é portuense, produtor de música eletrónica nos Estados Unidos e, desde domingo, o primeiro português a vencer um Grammy. Do Staples Center, em Los Angeles, casa dos Lakers e dos Clippers, André levou o prémio da Melhor Gravação Remisturada pela remix de “Tearing Me Up”, um original de Bob Moses. “Quando iniciei este projeto despretensioso há dez anos nunca pensei que poderia estar no palco a receber um Grammy. Isto é tão louco!”, escreveu André na sua página pessoal no Facebook, ainda surpreendido por se ter visto ao lado de Lady Gaga e de James Hetfield, vocalista e guitarrista dos Metallica, durante a 59.ª gala anual da indústria musical norte-americana. Ouça aqui o tema que valeu a grafonola dourada a RAC, o nome com que assina os seus trabalhos.

Até amanhã,

Alberto Barbosa

Fonte: FC Porto