Dragões Diário 19/11/2016

Bom dia,

De casa
O FC Porto foi eliminado da Taça de Portugal pelos penáltis que não converteu e pelos penáltis que o árbitro João Capela não assinalou. Para lá dos erros de arbitragem também houve erros de finalização da nossa equipa, que dominou o jogo todo mas falhou na finalização das jogadas.

Depois de João Pinheiro, em Setúbal, ter transformado um penálti evidente em cartão amarelo por simulação a Otávio, todos os árbitos devem ter entendido a mensagem que não se assinalam grandes penalidades a punir infrações dos adversários do FC Porto. A verdade é que ontem voltou a ser um fartar vilanagem e João Capela não assinalou três penáltis a favor do FC Porto. Para a semana saberemos qual o prémio com que o Conselho de Arbitragem brinda mais um brilhante desempenho. Este jogo devia ter terminado no tempo regulamentar, ou quando muito, no final do prologamento. Isso viu o autor destas linhas e viu toda a gente que faça uma avaliação minimamente imparcial – e sim, depois das três penalidades não assinaladas contra o Chaves também ficou por marcar uma penalidade contra o FC Porto.

O Conselho de Arbitragem mudou, as pessoas são outras, mais simpáticas, mais sorridentes, mas igualmente incapazes de assegurar a verdade desportiva das competições. O futebol português pode continuar a fingir que está tudo bem, os dirigentes das associações de classe podem continuar a fazer a defesa do indefensável, mas quando os árbitros, supostamente as pessoas mais bem preparadas para em cima de um lance fazerem um julgamento correto, não veem o que toda a gente vê temos um problema muito grave. E depois há um pormenor que complica tudo, quando os erros são consequência de um mau julgamento acontecem de forma aleatória, umas vezes uma equipa é mais prejudicada, noutras é mais beneficiada, mas não é isso que está a acontecer, com a nossa equipa a ser sempre – e sempre quer mesmo dizer sempre – prejudicada pelas más avaliações dos árbitros. Porque todos queremos acreditar que nada acontece de forma premeditada é urgente perceber o que se passa e acabar com esta pouca vergonha, não há mesmo outra forma de o dizer.

Os erros foram evidentes, claros e sentimo-nos muito prejudicados com a arbitragem de hoje. Se o árbitro tivesse visto o que todos viram não seria necessário ter chegado aos penaltis“, disse no final Nuno Espírito Santo, revoltado pela forma como o FC Porto foi castigado pelos maus juízos alheios, depois de ter dominado o jogo.

Diogo Jota era a imagem da desilusão: “Tivemos bastantes oportunidades, mas o futebol é assim, acabámos por perder com infelicidade nos penáltis“.

No andebol o FC Porto continua a somar vitórias e ontem foi à Áustria vencer por 28-27 o Bregenz, em jogo da primeira mão da terceira eliminatória da Taça EHF.  A partida não foi fácil, com o lateral Esegovic a marcar 13 golos, o que obrigou os Dragões a apresentarem a melhor versão para trazer uma vitória que abre boas perspetivas de qualificação. O jogo da segunda mão é de hoje a oito, no Dragão Caixa e os bilhetes já estão à venda.

No hóquei em patins há jogo no Dragão Caixa, com a receção ao Paço de Arcos. O guarda-redes Nélson Filipe avisa para a experiência do adversário, constituído por jogadores com muitos anos de I Divisão, mas diz que para o FC Porto “como sempre, o objetivo e ganhar“. Os Dragões vão procurar a sétima vitória em outras tantas jornadas, num jogo que começa às 18h00 e terá transmissão no Porto Canal.

No basquetebol o FC Porto joga hoje, também às 18h00, em Guimarães, e Sasa Borovnjak diz que os Dragões são favoritos e conta trazer mais uma vitória: “Somos campeões e jogamos sempre para ganhar este não foge à regra. Temos, no entanto, que estar muito concentrados e muito bem preparados para conseguirmos a vitória”.

As equipas de Sub-17 e Sub-15 não jogam este fim de semana mas já conhecem o calendário para a segunda fase do campeonato nacional, cujo sorteio se efetuou ontem.

Este fim de semana volta a haver muita atividade FC Porto e muitas transmissões no Porto Canal. Consulte a nossa agenda para ficar a saber tudo.

Do Mundo
O consumo de antibióticos em Portugal está a baixar. Entre o primeiro semestre de 2015 e o de 2016 venderam-se menos 100 mil embalagens, o que é um bom sinal numa altura em que crescem as preocupações com a resistência causada pelo consumo inapropriado deste género de medicamentos. Infelizmente não há boas notícias relativamente a isso, com o consumo de carbapenemes, os antibióticos mais potentes, usados pelos hospitais para tratar infeções severas, estão a aumentar em Portugal, o que indicia resistência aos antibióticos tradicionais.

A revista Time escolheu as 100 fotografias mais marcantes de sempre. A escolha percorre grande parte do século XX e os primeiros anos deste século, não faltam as imagens icónicas que todos conhecemos, mas vale sempre a pena recordá-las, pois constitui um documento da história do planeta. Veja-as aqui.

Aconteceu
Há 11 anos, a 19 de novembro de 2005, o FC Porto recebia a Académica e mostrava quem mandava. Vitória por 5-1, com os holofotes sobre a dupla de argentinos. Lucho González e Lisandro Lopez ainda a dar os primeiros passos de Dragão ao peito marcaram dois golos cada, ficando outro para César Peixoto.

Para ouvir
Hoje recuamos até aos anos 90 do século passado para recordar uma das bandas que melhor coloriram a década. Ouça aqui uma das belas canções dos Red House Painters.

Até amanhã,

Francisco J. Marques

FONTE/ FC PORTO