Dragões Diário 21/11/2016

Bom dia,

De casa
Hoje é dia de viagem para a Dinamarca, porque amanhã é dia de jogo com o Copenhaga, na quinta e penúltima jornada da Liga dos Campeões (19h45, Sport TV). A partida do avião está marcada para as 9h20 da manhã e a chegada prevista à capital dinamarquesa para cerca de três horas depois. Logo ao fim da tarde há conferência de imprensa de Nuno Espírito Santo e de um jogador, seguida do habitual treino de adaptação no Parken. A sessão de trabalho de ontem não trouxe boas notícias: Layún contraiu uma lesão e juntou-se a Rúben Neves no lote de indisponíveis. Quem trabalhou com o plantel foi Rui Pedro, do FC Porto B.

O sérvio Milorad Mazic foi o árbitro nomeado pela UEFA para o encontro e vai estrear-se a dirigir um jogo da nossa equipa. Desejamos-lhe toda a sorte do mundo, porque não temos tido sorte nenhuma com os árbitros de cá.

E ontem à noite isso voltou a ficar bem evidente. Jorge Sousa assinalou – e bem – uma grande penalidade a favor do Guimarães, no jogo com o Boavista, por um defesa cortar a bola com o braço. Fica assim mais uma vez evidente as instruções que o Conselho de Arbitragem dá aos árbitros, com a exceção do FC Porto, em que esse critério não se aplica e penálti só quando arrancam a cabeça ou partem uma perna, como bem diz o presidente Pinto da Costa. Jorge Sousa e João Capela decidiram de forma oposta, um esteve certo e outro esteve errado. Todos nós sabemos quem esteve errado, duplamente errado, mas o que é extraordinário é que para o Conselho de Arbitragem ninguém esteve errado, que é uma forma pouca elaborada de chamar estúpidos a todos os adeptos de futebol. Se não acreditam esperem para ver, ou lembrem-se do que aconteceu a esse talento precoce chamado João Pinheiro que, depois de meter a pata na poça em Setúbal, foi nomeado na semana seguinte para um jogo da Segunda Liga. Meus senhores, se querem ser sérios só têm uma coisa a fazer: quem comete erros grosseiros fica sem arbitrar. Quem comete muitos erros grosseiros fica muito tempo sem arbitrar. Enquanto não o fizerem andam a brincar.

Os Sub-19 também seguem na comitiva. Amanhã entram em campo às 15h00 (Sport TV) no Estádio Osterbro, paredes-meias com o Parken. António Folha antevê uma partida “extremamente difícil” em que teremos que ultrapassar um adversário dinamarquês “muito competente” para garantirmos, desde já, o apuramento para a próxima fase da Youth League.

Se vai estar em Copenhaga a apoiar-nos, leia este conjunto de informações importantes para os adeptos e depois aproveite para ler este guia essencial que preparámos e que o leva a descobrir o melhor da capital da Dinamarca.

O FC Porto sagrou-se ontem campeão nacional de boxe em seniores masculinos. Nas finais do Nacional de Consagrados disputado na Arena de Matosinhos, obteve dois primeiros lugares, com as vitórias de Pedro Ribeiro na categoria de 60kg e de António Filipe na categoria de 91kg.

Se na terça-feira há Champions, na quarta há FC Porto B-Varzim, às 14h45, e jogo da nossa equipa de basquetebol, às 21h00, no Dragão Caixa, frente aos húngaros do Sopron, na última jornada da Taça da Europa. Consulte aqui a nossa agenda para esta semana.

Causas nobres
O FC Porto e a Associação das Aldeias de Crianças SOS uniram-se na campanha “Nenhuma criança deve crescer sozinha”, que acaba de ser lançada para alertar para o problema do elevado número de crianças que crescem sem cuidados parentais. Ontem assinalou-se o Dia Internacional da Convenção dos Direitos da Criança e, de acordo com a UNICEF, continuam a morrer quase seis milhões de crianças todos os anos por causas evitáveis.

Do Mundo
Está otimista o setor do comércio para o Natal, que estima que a época que se aproxima possa trazer um aumento das vendas na ordem dos 20 por cento em relação a 2015. O Natal também gera mais emprego: em Lisboa está previsto um reforço de pessoal que pode chegar aos 10 por cento em relação à média do resto do ano, no Porto isso acontece apenas em casos muito pontuais, porque “as empresas não têm estrutura”, explica a Associação Comercial.

Na última década morreram quase 6.700 pessoas nas estradas portuguesas. Continua a ser um número alto, mas que tem vindo a descer anualmente e que em dez anos caiu para metade, segundo a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. O número de feridos graves também tem vindo a diminuir. Ontem também foi dia de homenagear as pessoas que perderam a vida e ficaram feridas nas estradas, bem como prevenir a sinistralidade rodoviária.

Aconteceu
Hoje viajamos 32 anos na máquina do tempo. Três dias depois de uma vitória em Penafiel, que mantinha o FC Porto na liderança do campeonato, antes de receber o Sporting, segundo classificado, no Estádio das Antas, era anunciada a renovação dos contratos de oito jogadores do plantel às ordens de Artur Jorge: Zé Beto, João Pinto, Eurico, Inácio, Frasco, Semedo, Jaime Magalhães e Gomes. Os oito seriam campeões nacionais no final dessa época de 1984/85 e todos eles sagrar-se-iam campeões europeus três anos depois.

O fiel amigo
O jornal “A Bola” tem uma longa tradição em matéria de arbitragem. Até manchetes já se fizeram assumindo as dores do dono. Nessa altura nunca o diretor Vítor Serpa veio com a ladaínha do editorial de ontem, em que desvalorizava as críticas à arbitragem do FC Porto. É intelectualmente desonesto, para não ir mais longe, e tem de haver limites na falta de seriedade. Já agora, consultem especialistas independentes, comummente aceites como imparciais, e façam a análise da época e publiquem as conclusões. Tudo rematado com um editorialzinho. Combinado?

Para ouvir
Voltamos à música portuguesa, porque por esta altura se assinalam 25 anos do lançamento de “Só”, um álbum de referência da carreira de Jorge Palma. Dele fazia parte esta música, uma das mais conhecidas e que o ouvimos cantar na Gala dos Dragões de Ouro de 2014.

Até amanhã,

João Queiroz

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *