Dragões ganham vantagem na Taça EHF

Vitória por 28-27 no terreno do Bregenz. Vencedor da eliminatória tem acesso à fase de grupos

 

O FC Porto está em vantagem na luta pelo acesso à fase de grupos da Taça EHF, após vencer por 28-27 no terreno do Bregenz, na primeira mão da terceira eliminatória. O encontro foi muito equilibrado (a margem máxima conseguida por ambas as equipas foi de dois golos) e, na segunda parte, após vários empates e vantagens tangenciais, os Dragões conseguiram dois golos à maior (28-26) a 40 segundos do fim. Os austríacos – em que o lateral Esegovic, com 13 golos, foi um autêntico abono de família – ainda marcariam um golo que estabeleceria o resultado final (28-27), mas a vantagem é claramente azul e branca nesta eliminatória, até porque o adversário parece ter menos recursos e ser muito dependente do tiro exterior. A segunda mão é a 26 de novembro (17h00), no Dragão Caixa, e os bilhetes já estão à venda.

Esegovic, de longe o melhor marcador da partida, marcou sete dos primeiros oito golos da equipa da casa, sempre recorrendo a remates dos nove metros, o que obrigou Ricardo Costa a mexer na defesa e fazer entrar o jovem Leandro Semedo, que melhorou a consistência da equipa. Mas a primeira parte também teve outro protagonista: Hugo Laurentino, que fez oito defesas, e ainda viu Quintana entrar para defender um livre de sete metros. O intervalo chegou com um empate (14-14) e o equilíbrio e as caraterísticas do jogo mantiveram-se no segundo tempo: mais variedade de soluções dos portistas, mas algumas dificuldades em controlar a primeira linha contrária. A parte final acabou por ser decisiva, com Carrillo, de livre de sete metros, e Miguel Martins a marcarem os últimos golos do FC Porto, que teve 12 marcadores diferentes.

No final da partida, ao Porto Canal, Ricardo Costa elogiou a exibição: “Adivinhávamos que ia ser um jogo equilibrado, entre duas equipas que se conheciam talvez bastante bem. Nós tivemos esse cuidado, pela boa informação que tínhamos, mas eles acabaram por nos surpreender, o Esegovic fez um jogo fantástico e tivemos de acertar um pouco na defesa, porque não contávamos com tanta eficácia deles no remate exterior. Foi importante vir cá ganhar, não queríamos só um bom resultado ou perder por poucos. Acabámos por fazer um grande jogo, tanto em termos defensivos como ofensivos”.

FICHA DE JOGO

BREGENZ-FC PORTO, 27-28

Taça EHF, 3.ª eliminatória, primeira mão
18 de novembro de 2016
Handball-Arena Rieden Vorkloster, em Bregenz, Áustria

Árbitros: Fabian Baumgart e Sascha Wild (Alemanha)

BREGENZ: Ralf Häusle (g.r.), Lukas Frühstuck (7), Dominik Bammer, Ante Esegovic (13), Marko Buvinic, Clemens Gangl e Tobias Varvne (2)
Jogaram ainda: Bojan Beljanski (3), Amadeus Hedin (1) e Nemanja Belos (1)
Treinador: Robert Hedin

FC PORTO: Hugo Laurentino (g.r.), Yoel Morales (4), Daymaro Salina (1), José Carrillo (3), Ricardo Moreira (2), Alexis Borges (2) e Matic (2)
Jogaram ainda: Miguel Martins (3), Alfredo Quintana (g.r.), Leandro Semedo (1), Rui Silva (4), Gustavo Rodrigues (1), António Areia (5), Hugo Santos e Victor Iturriza
Treinador: Ricardo Costa

Ao intervalo: 14-14

 

FONTE/ FC PORTO