Dragões perdem primeiros pontos no campeonato

Clássico da nona jornada, frente ao Sporting, terminou com empate a três golos

 

O FC Porto Fidelidade empatou este domingo diante do Sporting (3-3), em Alverca, perdendo assim os primeiros pontos no Campeonato Nacional de hóquei em patins, após oito triunfos consecutivos. Com esta igualdade, os Dragões passam a somar 25 pontos e seguem na segunda posição da tabela, com menos dois do que Benfica e Oliveirense. A formação de Oliveira de Azeméis visita o Dragão Caixa no dia 10 de dezembro (sábado) e é o adversário que se segue para os portistas. O encontro, referente à décima jornada, tem início às 18h00, com transmissão em direto no Porto Canal.

A etapa inicial do primeiro clássico da época para o campeonato começou a pintar-se de azul aos dez minutos, quando Jorge Silva, servido por Hélder Nunes, finalizou com mestria um contra-ataque bem desenhado pelos Dragões. O golo deu ainda mais confiança ao FC Porto Fidelidade, mas o Sporting ia ameaçando o empate e esteve muito perto de o conseguir aos 24 minutos (10.ª falta portista), só que Nélson Filipe defendeu brilhantemente o livre direto cobrado pelo ex-Dragão Pedro Gil. Como quem não marca, sofre quase sempre, os azuis e brancos aumentaram para 2-0 por intermédio de Hélder Nunes, com uma stickada fortíssima quase do meio-campo, a 50 segundos do intervalo.

A etapa complementar arrancou com dois livres diretos favoráveis ao FC Porto Fidelidade, mas Ângelo Girão levou a melhor sobre Hélder Nunes nos dois momentos (29m e 32m). O jogo ficou mais partido no segundo tempo e as oportunidades sucederam-se nas duas balizas, mas os guarda-redes iam levando sempre a melhor, até que Pedro Gil reduziu para os lisboetas com dez minutos para jogar (40m). Pouco depois, de grande penalidade, Esteban Ábalos fez o 2-2 e relançou a discussão quanto ao vencedor do encontro (43m). Já depois de Reinaldo Garcia ter dado nova vantagem aos Dragões (48m), Pedro Gil viu o cartão azul por falta duríssima sobre Jorge Silva e ofereceu um livre direto a Gonçalo Alves, parado por Ângelo Girão.

Do outro lado, na sequência da 15.ª falta portista, Ferran Font também dispôs de um livre direto e concretizou-o, fazendo o 3-3 com 1m54 para jogar. Em superioridade numérica no tempo que restava, o FC Porto Fidelidade lançou-se em busca da nona vitória consecutiva no campeonato, mas o empate não mais se desfez. No final do encontro, Guillem Cabestany lamentou os dois pontos perdidos diante de um “rival direto e candidato ao título”: “Sinto que perdemos uma grande oportunidade para somar três pontos em casa de um rival direto e candidato ao título. Foi um grande jogo e acho que poderíamos claramente ter vencido. Cometemos alguns erros que nos poderiam ter custado caro, mas a sensação que fica é de que poderíamos ter ganho”.

FICHA DE JOGO

SPORTING-FC PORTO FIDELIDADE, 3-3
Campeonato Nacional, 9.ª jornada
4 de dezembro de 2016
Pavilhão do Complexo Desportivo de Alverca

Árbitros: Paulo Rainha e Rui Torres

SPORTING: Ângelo Girão, Sergi Miras, Esteban Ábalos, João Pinto (cap.) e Pedro Gil
Jogaram ainda: Ferran Font, Daniel Oliveira, André Centeno, Caio e Gonçalo Nunes
Não utilizados: Zé Diogo Macedo
Treinador: Guillem Perez

FC PORTO FIDELIDADE: Nélson Filipe, Reinaldo Garcia, Hélder Nunes (cap.), Gonçalo Alves e Vítor Hugo
Jogaram ainda: Telmo Pinto, Ton Baliu, Jorge Silva e Rafa
Não utilizados: Carlos Grau
Treinador: Guillem Cabestany

Ao intervalo: 0-2
Marcadores: Jorge Silva (10m), Hélder Nunes (25m), Pedro Gil (40m), Esteban Ábalos (43m), Reinaldo Garcia (48m), Ferran Font (49m)

Disciplina: cartão azul a Pedro Gil (48m); cartão vermelho a Sergi Miras (32m)

FONTE/ FC PORTO