Dragões vencem na Maia e continuam no topo

Triunfo por 90-66 frente ao Maia Basket, na 11.ª jornada da Liga Portuguesa de Basquetebol

 

O FC Porto venceu este sábado no reduto do Maia Basket (90-66), somando assim a nona vitória em 11 encontros na Liga Portuguesa de Basquetebol. Em partida referente à 11.ª jornada do campeonato, os Dragões confirmaram o favoritismo que lhes era atribuído e não vacilaram, mantendo assim a liderança da prova a par do Galitos Barreiro, ambos com 20 pontos. Os campeões nacionais voltam a entrar em campo no dia 17 de dezembro (sábado), às 18h00, no Dragão Caixa, frente ao Eléctrico. O encontro, referente à 12.ª ronda, terá transmissão em direto no Porto Canal.

O primeiro período pareceu indicar uma noite mais difícil do que o expectável para o FC Porto, mas a vantagem ganha pelo Maia Basket ao fim dos primeiros dez minutos esfumou-se num ápice (25-20). Os Dragões surgiram transfigurados no segundo período e estabeleceram um parcial demolidor de 31-12, começando a construir a vitória no caminho para o intervalo (51-37). Sasa Borovnjak (22 pontos e 5 ressaltos) esteve verdadeiramente imparável ao longo de toda a primeira parte, assumindo-se como a grande referência ofensiva do coletivo portista nos 20 minutos iniciais.

O terceiro período não trouxe mudanças significativas e o FC Porto aproveitou para chegar aos 20 pontos de vantagem à entrada para os derradeiros dez minutos (66-46), limitando-se a gerir essa diferença no que restava jogar: 90-66 foram os números finais do expressivo triunfo portista sobre o Maia Basket, que só no primeiro período mostrou argumentos para colocar os Dragões em sentido. Sasa Borovnjak (32 pontos e 5 ressaltos) foi a grande figura do FC Porto, enquanto do outro lado foi o ex-Dragão Nuno Marçal (24 pontos e 14 ressaltos) quem mais brilhou.

No final da partida, Moncho López elogiou a prestação defensiva da equipa e confessou não ter gostado dos últimos dez minutos. “Só não gostei do último período. Entrámos bem no jogo, mas eles marcaram mais do que nós, inclusive muitos lançamentos difíceis, e os 25 pontos sofridos não refletiram o bom trabalho defensivo da equipa. No último período perdemos concentração e tivemos pouco critério no ataque. Saímos daqui com a vitória, mas por vezes devemos exigir mais de nós próprios. O Sasa marcou 32 pontos e isso dá nas vistas, mas já fez jogos melhores a marcar oito ou dez. Temos um jogo interior que mais nenhuma equipa tem em Portugal”, afirmou o treinador espanhol.

FICHA DE JOGO

MAIA BASKET-FC PORTO, 66-90
Liga Portuguesa de Basquetebol, 11.ª jornada
10 de dezembro de 2016
Pavilhão Municipal da Nortecoope, Maia

Árbitros: Fernando Rocha, Jorge Cabral e Fábio Ferreira

MAIA BASKET: Pedro Catarino (14), Antonio Robinsom (10), Troy Brewer, David Gomes (10) e Nuno Marçal (24)
Jogaram ainda: Paulo Diamantino (2), João Lucas, João Oliveira, André Dara, Markus Crider, Pedro Lopes (6) e Francisco Santos
Treinador: André Moreira

FC PORTO: Pedro Bastos (8), Ferrán Ventura (3), José Silva (5), Miguel Queiroz (5) e Sasa Borovnjak (32)
Jogaram ainda: Pedro Oliveira (2), Nick Washburn (11), Brad Tinsley (9), André Bessa (8), Miguel Miranda (1), João Grosso (5) e João Gallina (1)
Treinador: Moncho López

Ao intervalo: 37-51
Parciais: 25-20, 12-31, 7-15, 22-24

Fonte: FC Porto