“Dupla Felipe-Marcano é das melhores de sempre do futebol português”

Pinto da Costa teceu rasgados elogios à dupla de centrais do FC Porto e, sobre o jogo com o Braga, falou em “partida de sentido único”.

Análise do jogo com o Braga: “Um jogo de um caminho só, o Casillas quase não precisava de tomar banho. Tivemos a inteligência de não cair no jogo de ‘chuveirinho’. Na parte final, concretizámos com um golo fantástico de um jovem jogador que será mais uma promessa”.

Rui Pedro novo craque? “Craques são todos, mas creio que o Rui Pedro vai ser de grande utilidade para o FC Porto. Fui ao balneário e dei os parabéns a todos. Não se devem individualizar os jogadores nas vitórias. Fizeram um grande jogo”.

Bruxedo: “Não acredito em bruxas, mas realmente estava difícil. Mantivemos durante todo o tempo o nosso padrão de jogo. Lido com os resultados como uma realidade. Seja qual for o resultado, nunca podemos desanimar. A equipa mostrou um crer fantástico e o próprio público também”.

Resultados dos rivais: “Cada jogo é um jogo, cada clube tem o seu percurso. Não estamos preocupados. Temos é de ganhar os nossos jogos e tratar de impor a nossa força. Temos de ser dignos do apoio deste público”.

Elogios para Felipe e Marcano: “Era importante ganhar hoje [sábado], como é sempre importante ganhar. No início da época, diziam que o FC Porto não tinha centrais. Esta dupla, do Felipe e do Marcano, é das melhores duplas de sempre do FC Porto e do futebol português”.

Sobre a eliminação da Taça: “Foi por jogarmos mal que fomos eliminados em Chaves? Contra factos não há argumentos. Não sei se havia interesse em pôr-nos fora de uma prova. Queríamos estar em todas as frentes. Mas fomos postos fora da Taça, e não foi pelo futebol. O importante é o jogo de quarta-feira com o campeão inglês [Leicester], mas, se tivermos esta vontade, acredito que vamos ganhar. É importante porque são três pontos. Se não tivéssemos ganho hoje não íamos deixar de acreditar”.

Saída de Antero Henrique e lágrimas de Luís Gonçalves: “Não falo por encomendas. O que isso quer dizer é que o Luís Gonçalves vive o FC Porto intensamente em todos os momentos. Já o vi chorar junto a mim, quando não tinha cargos no clube”.

Adeptos de pazes feitas com Nuno: “Tem que lhes perguntar. Não sabia que estavam zangados”.

Campeonato relançado: “Nunca deixou de estar. O campeonato é uma prova de regularidade e no final é que se fazem as contas”.

FONTE/ OJOGO