Especial LC: As chaves da Juventus: três patrões, da defesa ao ataque

Mário Rui, jogador do Roma, Bruno Fernandes, da Sampdória, e Dany Mota, avançado do Virtus Entella, Série B, traçam A JOGO o perfil do adversário do FC Porto na Champions. Uma análise completa a não perder na edição desta terça-feira.

Bonucci manda na defesa

“Pela personalidade e porque sai a jogar”, Mário Rui escolheu Bonucci. Mas elogia todos os centrais. “Chiellini é fortíssimo na marcação, Barzagli é dos mais regulares dos últimos anos, Benatia tem uma grande carreira e Rugani é o central do futuro.”

Pjanic é o estratega do meio

Bruno Fernandes vê a Juventus começar a jogar “na maioria das vezes por Pjanic.” “É quem mais faz a diferença. Tecnicamente e ao nível da leitura de jogo, é excelente. Marchisio também é fundamental, porque ataca e defende bem”, completa.

Dybala desequilibra na frente

Dany Mota sabe que Higuaín é o único imprescindível do ataque, mas prefere Dybala: “É o melhor. É ele que faz a diferença e causa os maiores desequilíbrios. Não vejo outro com qualidade técnica dele.”

Fonte: Ojogo