Fanha Vieira e as fontes mentirosas!

O Jornal de Notícias avançou hoje com uma notícia exclusiva sobre a interdição do Estádio da Luz por parte do IPDJ, por questões relacionadas com a nulidade do regulamento de segurança. Aqui fica a notícia na integra.

 

IPDJ proíbe jogos na Luz

 

O Benfica está neste momento impedido de realizar jogos no Estádio da Luz pela nulidade do regulamento interno de segurança. É importante que as pessoas percebam que este é apenas um dos processos contra o Benfica no IPDJ. Este está apenas relacionado com o regulamento de segurança, mas existem mais processos.

Ilegais 24/7

Em Portugal toda a gente sabe que as claques do Benfica estão ilegais e recebem apoios directos e indirectos do clube. O referido processo está relacionado com a entrada de tarjas, bandeiras e todo o tipo de material alusivo às claques. É um facto visível a todos e que demonstra claramente que existe apoio do Benfica, uma vez que a segurança do Estádio da Luz teria de impedir a entrada de todo este material. Neste processo, está também referida a existência de um espaço físico no estádio da Luz, que foi cedido pela direcção do Benfica às claques ilegais do clube. Um facto que também público e conhecido de todos.

No dia 11 de Abril, Nuno Saraiva deu o pontapé de saída neste tema ao denunciar o apoio prestado pela direcção do Benfica às claques ilegais do clube. De imediato o Sporting apresentou várias queixas no IPDJ e no Conselho de disciplina da FPF. Importa salientar que esta decisão do IPDJ é a primeiro resposta às queixas feitas pelo FCPorto e Sporting, pelo que será de esperar que nos próximos tempos mais respostas sejam dadas sobre os restantes processos.

Para além dos factos apresentados quanto a esse apoio, Nuno Saraiva também denunciou publicamente o papel de Vítor Pataco, vice-presidente do IPDJ e antigo administrador da Benfica Multimédia foi tem sido um defensor encarnado em todo este processo, tentando a todo o custo meter o processo na gaveta. Mais tarde falarei deste Vítor Pataco. Para já aqui fica o vídeo com a explicação de Nuno Saraiva.
Dias depois da denuncia feita pelo Sporting e FCPorto, o Porto Canal apresentou emails trocados entre Rui Pereira, chefe de segurança do Benfica e Domingos Soares de Oliveira, administrador da SAD do Benfica. Nessa troca de emails é possível verificar que o Benfica paga o aluguer de carrinhas para as deslocações das claques e ainda paga o combustível. O email divulgado por Francisco J.Marques é apresentado de seguida. Cliquem na imagem para aumentar.

 

Que rica festa que fazem estes meninos com tudo pago. Por certo os restantes benfiquistas que pagam os bilhetes, viagens e alimentação do seu bolso estão neste momento a bater palmas a isto. É sempre bom saberem para onde é que vai o dinheiro das suas quotas.

O “Fanhoso” e as fontes mentirosas

A comunicação do IPDJ chegou ao clube encarnado na passada terça-feira (25). Curiosamente, fonte do Benfica disse ao Jornal de Notícias que o clube não foi notificado desta decisão. Obviamente estamos perante mais uma mentira assinada pelas “fontes” benfiquistas. Aquando da notificação do IPDJ, o Benfica escolheu de imediato o advogado José Fanha Vieira para defender o clube neste processo. Curiosamente,o próprio esteve na sede do IPDJ na passada sexta-feira. Agora imaginem se tinham sido notificados…
José Fanha Vieira é comentador regular da Benfica TV. Alguns vídeos (aqui)
José Fanha Vieira ficou conhecido do grande público no final de 2015, quando o seu nome foi falado para Secretário de Estado da Juventude e do Desporto. No dia em que o seu nome foi apontado para o cargo, o Blog “Sporting com filtro” deu a conhecer um pouco da personalidade do maçon, através de print de um post no seu facebook pessoal onde tratou Bruno de Carvalho por “Bruninho”. (aqui)
No mesmo dia, Bruno de Carvalho fez um post no seu facebook pessoal apresentando Fanha Vieira.
Link da notícia (aqui)
Quero salientar que o post de Fanha Vieira sobre Bruno de Carvalho foi feito cerca de um mês antes do seu nome ser falado para Secretário de Estado.
Link da notícia (aqui)
No mesmo dia em que Bruno de Carvalho denunciou o artista, o Governo de António Costa deixou cair o nome de Fanha Vieira, tendo escolhido João Wengorovius Meneses.

Porquê Fanha Vieira para advogado do Benfica num processo no IPDJ?

José Fanha Vieira não faz parte da habitual armada de advogados contratados pelo Benfica. É por isso estranho que tenha sido chamado para um caso tão importante e relevante como este. A não ser que…
Link da página (aqui)
Curiosamente, José Fanha Vieira foi vice-presidente do IPDJ durante mais de 3 anos, entre 2008 e 2011. É também curioso que por várias vezes o presidente do instituto tenha delegado poderes de extrema importância a José Fanha Vieira, como foi o caso da gestão de recursos humanos.
Durante essas abertas, José Fanha Vieira ficou até presidente do júri dos procedimentos de recrutamento levados a cabo pela instituição. Deixo um pequeno exemplo.
É engraçado, não é? O Benfica tem um problema com o IPDJ e escolhe para seu advogado de defesa alguém que já esteve na direcção da instituição e que até já teve poderes no recrutamento. Provavelmente, Fanha Vieira terá até do outro lado da barricada gente que ele próprio escolheu. Incompatibilidade? Nahhh. Nada disso. Bola pró mato que o jogo é de campeonato.
Para já, os conhecimentos de Fanha Vieira de nada valeram ao Benfica. Na passada sexta-feira, o maçon esteve no IPDJ a pedir uma adiamento para a apresentação do novo regulamento de segurança, para daqui a um mês. Como é lógico o IPDJ não aceitou tal pedido, uma vez que durante o último ano o Benfica recebeu mais de 80 autos policiais relativos a segurança. Sim, leram bem. Foram mesmo mais de 80 autos no último ano. Depois de tantos autos, os responsáveis do Benfica não se aperceberam que algo estava mal? É a “impunidade à Benfica” a que estão habituados.