Faz hoje um ano que André Silva se estreou na equipa principal do FC Porto

GOLEADOR “NASCEU” HÁ UM ANO

Estreia pela equipa principal aconteceu frente ao Marítimo, na Taça da Liga. 12 meses depois está perto do top 5 dos avançados mais produtivos em época de estreia

Avançado tem o Bibota de Ouro na mira. Se chegar ao final da temporada com mais de 18 golos, fará melhor do que Fernando Gomes em época de estreia

Faz hoje um ano que André Silva se estreou na equipa principal do FC Porto, pela mão de Julen Lopetegui. Depois de alguns jogos em que aqueceu mas não entrou, o jovem avançado, então com 20 anos, foi aposta a titular na receção ao Marítimo da Taçada Liga. A partir dessa data não mais deixou de trabalhar como plantel principal. O primeiro golo surgiu apenas ao fim de 13 partidas, já com José Peseiro ao leme. A afirmação chegou agora, depois de, em entrevista a O JOGO, ter garantido estar pronto para ser o matador do FC Porto. A promessa está a ser cumprida. De tal forma que André Silva, com 15 golosatualmente, está a apenas três de igualar Fernando Gomes em época (completa) de estreia pelo FC Porto. O atual ponta de lança portista ainda tem mais cinco meses de futebol pela frente para continuar a faturar. Mas há mais: se conseguir ultrapassar a marca de 18 golos (ver quadro ao lado) no final da presente temporada, André Silva poderá tornar-se no avançado português mais produtivo do clube na primeira temporada de azul e branco. Refira-se que apenas foram consideradas as estreias dos avançados, em temporadas completas, na era de Pinto da Costa.

De acordo com o calendário, André Silva tem pelo menos mais 23 jogos para tentar outra meta: entrar no top 5 dos goleadores estreantes. Se for capaz de manter a média atual de 0,6 golos por jogo, o avançado chegará a maio com 29 golos, o que o colocaria pelo menos ao nível de Pena e, portanto, entre os quatro primeiros des ter an king de goleadores, liderado por Jardel, com 35 golos.

A primeira etapa passa para já por tentar igualar Fernando Gomes e em 2016 resta-lhe apenas o jogo da Taça da Liga com o Feirense para lá chegar, contudo nem é certo que seja utilizado. De qualquer forma, André Silva segue cheio de confiança, depois deter marcado cinco golos nos últimos quatro encontros, ficando em branco apenas com o Chaves.

Há dias publicou uma fotografia no Instagram ao lado de Fernando Gomes, confessando toda a admiração pelo Bibot ade Ouro. O jovem continua assim a aprender com os melhores para se conseguir transcender em campo à procura de títulos e, em consequência disso, atingir metas só ao alcance de jogadores que ficaram na história do clube à custa dos golos que foram marcando. André está no caminho certo…

Média de golos já está ao nível dos melhores da história do clube

Com uma média de 0,6 golos por jogo esta época, várias metas estão ao alcance de André Silva, que segue nas pisadas de Fernando Gomes (0,64 em época de estreia) e já marca a um ritmo mais elevado do que Benny McCarthy (0,53), por exemplo. Entre os avançados mais produtivos do que o jovem português, só mesmo os três primeiros (Jardel, Falcao e Jackson) conseguiram destacar-se substancialmente da concorrência, com uma média de golos superior a 0,7; Jardel e Falcao atingiram mesmo os 0,79 golos em média por jogo, enquanto Jackson não andou muito longe, com 0,72. Mais ao alcance de André Silva surge Pena, que conseguiu uma média de golos de 0,65 – ligeiramente superior à de Fernando Gomes. Quando pesada a importância de André Silva na presente campanha do FC Porto, o avançado já vale 34 por cento dos golos da equipa.

Fonte: Ojogo