” FC Porto deve apostar em um contra um”

Favoritismo é da Juventus, afirma o antigo jogador bianconero e ex-selecionador italiano, que, no entanto, sublinha ser curta essa margem e que ela até pode servir para motivar os dragões CESARE PRANDELLI Talento individual é o que propõe o treinador ital

Cesare Prandelli é um dos mais reputados treinadores italianos da atualidade, depois de uma carreira como jogador que foi mais discreta, embora tivesse feito parte do plantel da Juventus de Boniek e Platini, campeã europeia em 1985 e que no ano anterior tinha ganho ao FC Porto na final da extinta Taça das Taças. Prandelli ficou no banco nesse jogo, mas aceitou perspetivar este reencontro entre os dragões e a Vecchia Signora, agora nos oitavos de final da Champions.

Aos 59 anos, o palmarés de Prandelli enquanto jogador inclui as referidas Taças dos Campeões e das Taças, além de uma Supertaça Europeia, três campeonatos e uma Taça de Itália. Como treinador, não são propriamente os troféus que se destacam (uma liga turca, no comando técnico do Galatasaray, em 2015, e um campeonato da Serie B, em 1999, com o Verona); o percurso é que impressiona: treinou Atalanta, Lecce, Verona, Veneza, Parma, Roma, Fiorentina e a seleção italiana, que levou ao vice-título europeu em 2012, atrás da Espanha, e a um terceiro lugar na Taça das Confederações, em 2013. No Mundial’2014, ficou-se, porém, pela fase de grupos, terminando aí o seu consulado na Squadra Azzurra. A qual das equipas atribui o favoritismo neste confronto entre FC Porto e Juventus? —Para mim, há uma ligeira vantagem da Juventus. Mas o FC Porto é uma equipa muito organizada, com muitos jogadores talentosos, pelo que será um bom jogo. Mas, repito, vejo a Juventus com um ligeiro favoritismo. Como se marcam golos a Buffon, o guarda-redes menos batido da Serie A, com 17 golos sofridos? —[risos] Essa é uma boa pergunta. Como se faz? Penso que todos os treinadores, antes do jogo, têm uma ideia para o conseguir, mas depois torna-se complicado. Sobretudo nesta fase, porque a Juventus está a defender muito bem e fá-lo também com os médios e os avançados. É uma equipa que dificilmente é apanhada em contrapé, porque é muito boa a fechar os espaços preventivamente. Por isso será um pouco difícil. Talvez a solução

seja, com os jogadores certos, procurar o um contra um. E o FC Porto tem esse tipo de jogadores.

O FC Porto joga agora com dois avançados, em 4x4x2, quando até há pouco tempo o fazia em 4x3x3. Para si, qual destes sistema sé o melhor para defrontar a Juventus?

—Não é uma resposta fácil… Se os dois avançados tiverem profundidade e força e um deles puder jogar entre linhas, o 4x4x2 é bom, com um deles com características mais física se o outro mais técnico. Mas, normalmente, uma mudança de sistema não é aconselhável depois de se estar habituado a outro.

Coloca a Juventus entre os principais candidatos a conquistar a Liga dos Campeões?

—A Juventus já era uma equipa forte e esta época contrataram Higuaín e Pjanic precisamente para voltarem a ser campeões europeus. Repito o que disse anteriormente: a pequena vantagem sobre o FC Porto, mas não uma vantagem muito grande, até porque todas as equipas que a defrontam procuram dar sempre um pouco mais. E com o FC Porto também será assim.

Fonte: Ojogo