FC Porto propõe interditar estádios a Claques ilegais

Francisco J. Marques, diretor de comunicação e informação do FC Porto revelou duas propostas apresentas pelo clube na Assembleia Geral da Liga.

Francisco J. Marques, diretor de comunicação e informação do FC Porto, revelou duas propostas apresentas pelo clube na Assembleia Geral da Liga que decorreu ontem, segunda-feira, e que será retomada dia 12 de junho.

“Melhorar as normas e os regulamentos é sempre o melhor caminho. Nesse sentido, o FC Porto apresentou uma série de propostas na AG da Liga que vão ser discutidas. Gostaria de destacar duas: uma prende-se com o arremesso de objetos para o relvado, porque o FC Porto teve o risco de ter o estádio interditado e agora propõe que seja instalada uma rede no setor visitante de todos os estádios”, afirmou, no programa Universo Porto.

“A outra é que um clube que, diretamente ou indiretamente, apoie grupos organizados não legalizados ou registados, seja punido com a interdição do seu estádio por um mínimo de quatro e um máximo de 12 jogos. Não podemos esquecer que esta época houve a morte de um adepto. Mas o Benfica não é caso único. Há várias claques de vários clubes que não estão legalizadas e recebem apoios”, apontou ainda Francisco J. Marques.

Fonte: Ojogo