“Football Leaks” FC Porto ataca “Expresso”

O F. C. Porto esclareceu, na voz do diretor de comunicação, Francisco J. Marques, a polémica que envolveu o clube e o “Expresso” que, sábado, fez manchete com as alegadas comissões de Alexandre Pinto da Costa, filho do presidente portista.

“Enviaram, por email, 73 perguntas, quatro das quais sobre a Energy Soccer, e muitas outras sobre ética e moral. Respondemos às primeiras e, no sábado seguinte, saiu a manchete que pretende atingir o presidente do F. C. Porto”, afirmou Francisco J. Marques no Porto Canal, na terça-feira à noite.

“Respondemos a um primeiro lote de questões que foram colocadas sobre o negócio futebol. Mais do que isso, esclarecemos o caráter excecional daquela resposta e que o F.C. Porto não opera com offshores, nem paraísos fiscais”, frisou o diretor de comunicação dos “dragões”.

Francisco J. Marques vai mais longe e defende que “no mínimo, este comportamento é estranho, sendo evidente que o único objetivo é construir uma notícia para atingir o presidente Pinto da Costa”.

Reiterou ainda uma ideia já defendida pelo presidente do clube, Pinto da Costa, em entrevista ao JN, ao considerar estranho o destaque dado pelo semanário à compra de duas mil ações por parte de Alexandre Pinto da Costa num negócio que “envolve dois mil euros”.

Fonte: JN

Imagem: Ojogo

 

One Comment