Gonçalo Alves: “Temos que fazer o nosso papel”

Avançado do FC Porto garante foco total no jogo com o Valongo, da 25.ª e penúltima jornada do campeonato

 

Com duas partidas para disputar até ao final do Campeonato Nacional do hóquei em patins, o FC Porto Fidelidade vai preparando o jogo da 25.ª e penúltima jornada , que reserva uma curta mas sempre difícil deslocação ao Pavilhão do Valongo (18h30, Porto Canal). Após o triunfo caseiro frente ao Benfica (9-7), os comandados de Guillem Cabestany igualaram as águias na liderança do campeonato (62 pontos) e têm já ultrapassada a fase teoricamente mais complicada da prova, ao contrário dos encarnados, que terminam a prova com duelos frente ao terceiro (Oliveirense, 25.ª jornada) e quarto (Sporting, 26.ª jornada) classificados, mas têm vantagem no confronto direto com os azuis e brancos.

Ainda assim, na antevisão do jogo de sábado, o avançado Gonçalo Alves deixou bem claro que a cabeça dos portistas está única e exclusivamente focada no Pavilhão Municipal de Valongo. E de lá é preciso sair com os três pontos, independentemente do que possa acontecer no Pavilhão da Luz, no jogo que se inicia uma hora e meia antes: “Temos que fazer o nosso papel e no final fazer as contas. O facto de os nossos rivais jogarem antes não nos pode deixar nervosos. Estamos num bom período, confiantes, e queremos continuar assim”.

Foco em Valongo
“Este jogo vai ser encarado tal como todos os outros. Vamos para ganhar e em busca dos três pontos. É isso que nós estamos preparados para fazer. Sabemos de todas as dificuldades que eles nos vão causar e também sabemos que o Benfica e a Oliveirense jogam antes, mas isso não nos pode deixar mais nervosos. Temos que fazer o nosso papel e só no final fazer as contas.”

Dificuldades
“Pode-se esperar uma equipa muito aguerrida, que joga sempre a 100 por cento e que corre muito. Sei que eles vão tentar ao máximo contrariar os nossos pontos fortes e levar de vencida a nossa equipa perante os seus adeptos no último jogo em casa.”

Manter a confiança
“Estamos num bom período, com confiança, e por isso as coisas nos têm corrido bem desde os primeiros minutos das partidas. E é assim que temos que continuar. Não podemos deixar que aconteça o que aconteceu com o Benfica, em que entrámos bem e depois ficámos algum tempo fora do jogo. Há que manter um bom nível.”

Fonte: FC Porto