Há exatamente 65 anos, foi inaugurado o Estádio das Antas, um espaço mítico na memória de todos os portistas

Há exatamente 65 anos, foi inaugurado o Estádio das Antas, um espaço mítico na memória de todos os portistas. Por lá alcançaram a glória figuras como Yustrich, Bella Gutman, José Maria Pedroto, Bobby Robson, José Mourinho. Por lá passearam classe Hernâni, Cubillas, Fernando Gomes, Madjer, Jardel, Deco. Por lá, entre os cativos, no ‘tribunal’ ou na arquibancada, os portistas exultaram com a vitória sobre a Lazio em 2003 e choraram a morte de Pavão em 1973. Este foi um palco de muitas glórias e de todas as emoções.

Para além do que representa para todos os portistas, o Estádio das Antas é o espaço mais importante da história internacional do futebol português. Jogando nas Antas, o Futebol Clube do Porto conquistou uma Taça dos Clubes Campeões Europeus, uma Supertaça Europeia, uma Taça Intercontinental e uma Taça UEFA (e ainda lá disputou a fase de grupos da Liga dos Campeões conquistada em Gelsenkirchen). O Estádio das Antas é, portanto, o mais glorioso palco da história do futebol nacional, seguido de perto, apenas, por um outro recinto: o também nosso Estádio do Dragão.

Numa altura em que se gosta de falar em “fins de ciclo” e em “novas hegemonias”, são importantes estes paralelismos entre o sucesso internacional de diferentes clubes. Porque é na Europa, sem Xistras, Capelas e Ruis Costas, sem Salazares, Joões Ferreiras e Meirins, lutando contra os melhores do mundo nos cenários mais difíceis, que se atesta o verdadeiro sucesso de qualquer clube. Nesta semana, em que se celebraram as vitórias de Sevilha, Gelsenkirchen e Viena e em que se assinala o aniversário da inauguração do Estádio das Antas, olhar ao historial europeu do Futebol Clube do Porto pode e deve ser o incentivo ideal para a projeção de um futuro que tem, necessariamente, de voltar a ser vitorioso. Porque como ainda ontem disse o nosso Presidente Pinto da Costa, “a memória do passado só interessa se servir como memória para o futuro”.

Texto:

Baluarte Dragão