Hélder Nunes “bisa” na décima vitória da época

Dragões receberam e venceram o HC Braga (7-2) e continuam líderes do campeonato ao fim de sete jornadas

 

O FC Porto Fidelidade segue invicto e formoso em 2017/18. Este sábado, no Dragão Caixa, venceu o HC Braga por 7-2, com um “bis” de Hélder Nunes e golos de Gonçalo Alves, Álvaro Morais, Reinaldo Garcia e Telmo Pinto. Foi a décima vitória consecutiva da temporada, a sétima no campeonato por parte dos azuis e brancos, que seguem no primeiro lugar, com 21 pontos, os mesmos do que Benfica e Oliveirense e mais três do que o Sporting, que só entra em campo este domingo, frente ao Valongo.

Os Dragões entraram em pista praticamente a ganhar, porque logo ao segundo minuto já festejavam o primeiro golo, assinado pelo capitão Hélder Nunes. Foi o primeiro remate à baliza da equipa de Guillem Cabestany, que dava sinais de estar com a pontaria afinada, mas que teve um obstáculo duro de ultrapassar: Francisco Veludo. O Braga, que deu sempre uma boa réplica e que tinha no contra-ataque a sua melhor arma, bem pode agradecer ao seu guarda-redes que, com um punhado de boas defesas, foi adiando o 2-0 até ser batido por Gonçalo Alves na transformação de uma grande penalidade, a cinco minutos do intervalo (20m) – foi o 16.º golo do avançado no campeonato, que continua a comandar a tabela de goleadores.

Na segunda parte, o FC Porto surgiu mais forte, impondo um ritmo bem mais elevado e Álvaro Morais não precisou mais do que três minutos para aumentar a vantagem. Foi uma boa reentrada em jogo por parte dos azuis e brancos, que foram encontrando um maior conforto no marcador com os golos de bela execução apontados por Jorge Silva (33m), Reinaldo Garcia (38m) e, mais tarde, por Telmo Pinto (47m). Pelo meio, os bracarenses festejaram por duas vezes – marcaram Carlos Loureiro (31m) e António Trabulo (46m) -, mas nunca foram capazes de colocar em causa a liderança dos portistas no marcador, apesar de nunca terem deixado sossegado Nélson Filipe, uma das figuras de um jogo em que os guarda-redes se exibiram a um grande nível.

No fim, aos microfones do Porto Canal, Guillem Cabestany declarou que não ficou satisfeito com o desempenho da equipa, sem deixar de reconhecer mérito ao adversário, que acabou por tornar Nélson Filipe “um dos melhores jogadores em campo”: “Não fizemos uma boa exibição por mérito do Braga, que é uma equipa que consegue sempre equilibrar os jogos, mas também por demérito nosso, porque muitas vezes não fomos fiéis àquilo que tínhamos planeado. Há muitas coisas a corrigir”, disse o treinador do FC Porto, que vai agora preparar a deslocação a Itália para defrontar o Follonica, a contar para a terceira jornada grupo B da Liga Europeia (sábado, 17h00).

FICHA DE JOGO

FC PORTO FIDELIDADE-HC Braga, 7-2
Campeonato Nacional, 7.ª jornada
2 de dezembro de 2017
Dragão Caixa

Árbitros: António Santos e Manuel Oliveira (Aveiro)

FC PORTO FIDELIDADE: Nélson Filipe (g.r.), Telmo Pinto, Hélder Nunes (cap.), Rafa e Jorge Silva
Suplentes: Carles Grau (g.r.), Ton Baliu, Reinaldo Garcia e Gonçalo Alves
Treinador: Guillem Cabestany

HC BRAGA: Francisco Veludo (g.r.), Ângelo Fernandes, Carlos Loureiro, Gonçalo Pereira e Gonçalo Suíssas
Suplentes: Gabriel Costa (g.r.), António Trabulo, Jorge Faria, António Rodrigues (cap.) e Pedro Delgado
Treinador: Vítor Silva

Ao intervalo: 2-0
Marcadores: Hélder Nunes (2m e 45m), Gonçalo Alves (21m), Álvaro Morais (28m), Carlos Loureiro (31m), Jorge Silva (33m), Reinaldo Garcia (38m), António Trabulo (46m), Telmo Pinto (47m)

Disciplina: cartão azul a Rafa (43m)

Fonte: FC PORTO