Herrera e aquele jogo com o Benfica: “Fui julgado pelas pessoas”

Mexicano recordou o canto que deu o empate ao Benfica no Dragão, em novembro de 2016, e fez um balanço da primeira metade da época com Sérgio Conceição.

Héctor Herrera recordou, em entrevista à revista Dragões, o lance que deu o empate ao Benfica no Dragão, em novembro de 2016. Questionado sobre uma eventual sensação de culpa por ter feito o canto que levou ao golo dos encarnados, o mexicano acredita não ter feito nada de mal.

Mexicano recordou o canto que deu o empate ao Benfica no Dragão, em novembro de 2016, e fez um balanço da primeira metade da época com Sérgio Conceição.

Héctor Herrera recordou, em entrevista à revista Dragões, o lance que deu o empate ao Benfica no Dragão, em novembro de 2016. Questionado sobre uma eventual sensação de culpa por ter feito o canto que levou ao golo dos encarnados, o mexicano acredita não ter feito nada de mal.

“Fui julgado pelas pessoas, pelos meios de comunicação social e até nas redes sociais. Pessoalmente, não me senti culpado, pois no meu ponto de vista, não fiz nada de mal, como um autogolo. É verdade que cedi um canto numa altura importante e desse canto resultou o golo do empate, pelo que é natural que tenha ficado marcado por isso”, começou por dizer.

“A época passada foi difícil, mas se fizesse três golos num jogo continuaria a ser o mesmo. Sempre disse que, quando as pessoas dizem que sou o melhor, eu não acredito, mas quando dizem que sou o pior, também não acredito. Tento sempre ser autocrítico e sei quando estou bem ou quando estou mal, se tenho de melhorar isto ou aquilo. Esse momento serviu para me fortalecer”, considerou.

Quanto à primeira metade da época com Sérgio Conceição, a quem teceu largos elogios, Herrera revela o segredo para o bom arranque dos dragões. “A realidade é que estamos muito apaixonados pelo que estamos a fazer e acreditamos muitíssimo no que estamos a fazer, bem como naquilo que queremos enquanto objetivos”, atirou.

Fonte: OJOGO