Jogos no Pico são “sempre complicados”, avisa Reinaldo García

Dragões defrontam este sábado (22h00) o Candelária e o argentino quer “apagar” a imagem deixada com o Mérignac

 

A viagem longa – com escalas em Lisboa e na Horta, até à viagem final até ao Pico – é sempre uma dificuldade extra, mas a valia do Candelária será o principal obstáculo que o FC Porto Fidelidade terá de ultrapassar para conseguir os três pontos no jogo da sexta jornada do Campeonato Nacional de hóquei em patins (sábado, 22h00 de Portugal Continental, com intervenções em direto no Porto Canal). Os açorianos estão no quinto lugar da prova, com nove pontos (apenas atrás do quarteto composto por FC Porto, Sporting, Benfica e Oliveirense, só com vitórias) e ainda não perderam em casa esta época. No entanto, Reinaldo García considera que os Dragões devem olhar essencialmente para dentro e continuar “tranquilos”, apesar do empate de sábado frente ao Mérignac, para a Liga Europeia. Foi o primeiro encontro oficial esta temporada que os portistas não venceram.

O rescaldo da Liga Europeia
“Já falamos e fizemos um jogo mau, ainda por cima em casa, mas agora vamos pensar no campeonato, que é uma competição diferente, e em conseguir os três pontos na pista do Candelária, que é complicada. Queremos ser a equipa que fomos até aí e apagar um pouco a imagem que demos no sábado. Estamos tranquilos, sabemos que só dependemos de nós e temos de continuar a trabalhar, não muda nada. Tentamos ver o lado positivo e às vezes estes jogos dão para refletir e ver que não basta trabalhar bem, podemos fazer sempre mais.”

O adversário
“O Candelária é sempre complicado em sua casa. Sabemos que vai ser um jogo em que temos de estar atentos 50 minutos. Vamos ter de entrar como se fosse uma final e se não for assim vai ser ainda mais difícil. Estamos conscientes das dificuldades que vamos ter. Hoje em dia as equipas veem vídeos, estudam-nos mais e ainda por cima a viagem complica mais as coisas, mas temos de pensar em nós e fazer o nosso jogo. Também os estudámos e vimos vídeos, sabemos os pontos fortes e fracos deles e vamos tentar atacar os mais fracos para conseguir os três pontos.”

 

FONTE/ FC PORTO