José Sá: “Estou preparado para assumir a baliza”

Guarda-redes, fã de Casillas e capa da edição de junho da Dragões, garante que sente o clube como um adepto

 

A ambição de José Sá é um dos traços que melhor lhe define o caráter. E é também o que o leva a sonhar com a condição de melhor guarda-redes do mundo. Mas para já o número 12 dos Dragões tem uma prioridade bem definida: agarrar o lugar na baliza do “melhor clube português”. Nesta entrevista à DRAGÕES, Sá lembrou o momento em que assinou pelo FC Porto, o primeiro ano no FC Porto B, que terminou com o título da Segunda Liga, e falou sobre o dia a dia ao lado do ídolo Iker Casillas. Tudo para saber sobre o homem que diz sentir o clube como um verdadeiro adepto.

Do tema de capa passamos para o dia da apresentação de Sérgio Conceição como novo treinador do FC Porto. 8 de junho marca o regresso oficial a uma casa que o ex-jogador bem conhece e onde viveu os momentos mais marcantes de uma recheada carreira. Ocupar o cargo de treinador é, por isso, o “concretizar de um sonho” para Sérgio Conceição, um momento de felicidade que só encontrará paralelo no dia em que subiu pela primeira vez ao relvado do antigo Estádio das Antas para disputar o primeiro jogo oficial pelos Dragões. Tudo sobre o novo líder do balneário portista está para ser lido na mais recente edição da revista oficial do clube.

Continuamos no futebol profissional para dar destaque ao título internacional conseguido pelo FC Porto B em Inglaterra, onde venceu de forma inequívoca, em casa do Sunderland, a final da Premier League International Cup. A crónica do jogo, as declarações e os números da vitória: está lá tudo para ver, ler, rever e guardar.

Do futebol passamos para o assinalar de duas datas históricas e incontornáveis da vida do FC Porto. A primeira diz respeito aos 35 anos de presidência de Jorge Nuno Pinto da Costa, celebrados a 23 de abril e comemorados num jantar surpresa em que o presidente mais titulado da história de futebol pôde rever velhos conhecidos e alguns dos elementos que integraram a sua primeira direção.

Mais recente, mas igualmente marcante, foi o dia em que se comemorou os 30 anos da conquista da Taça dos Clubes Campeões Europeus, em Viena, naquela que foi a primeira conquista europeia do nosso clube. As celebrações começaram com a inauguração do espaço “V-30 anos de Viena”, no Museu FC Porto, e prolongaram-se até ao jantar no Centro Social Luso Venezuelano, em Nogueira da Regedoura, Santa Maria da Feira, onde se reuniram mais de 600 portistas à mesa. Presentes estiveram também Jorge Nuno Pinto da Costa e alguns dos heróis que ajudaram a erguer a taça.

Sobre a conquista em Viena fala também a rubrica “Os Imortais”: do calcanhar de Madjer, à imagem de João Pinto, inseparável da Taça, até à história de vizinhos que deram inicio à conquista em casa, são muitas as curiosidades para ler sobre um dos momentos mais altos do nosso clube. Por falar em alturas, foi lá bem alto que Rui Santos chegou para fazer o cesto da sua vida e oferecer de bandeja mais um título nacional de basquetebol ao FC Porto. É dele o espaço do “Cesto da Minha Vida” desta edição.

Ainda nas modalidades, continuamos com o hóquei em patins e pela entrevista de Jorge Silva. A conversa teve como eixo central o polémico jogo em Oliveira de Azeméis, que terminou com um empate a seis bolas e com o camisola 15 expulso e afastado dos últimos jogos de um campeonato que espera vencer. É a história de um empate que aos olhos do avançado “pareceu programado”.

No andebol há “um campeonato sem carimbo” para ser decidido. A “sentença” está agora nas mãos do Conselho de Justiça da Federação de Andebol de Portugal depois do recurso apresentado pelo FC Porto ao protesto do jogo da penúltima jornada, no Pavilhão da Luz, frente ao Benfica. Numa primeira instância o Conselho Técnico indeferiu o protesto dos azuis e brancos.

No ciclismo, a principal figura da primeira metade da época da formação W52-FC Porto-Mestre da Cor foi Raúl Alarcón e a DRAGÕES foi ao encontro do ciclista para saber o percurso do “Hércules de Alicante”. Tudo para ler sobre os altos e baixos de uma carreira cujos primeiros quilómetros começaram a ser percorridos com 11 anos.

Fonte: FC Porto