Marcano: “Todos temos que pensar na equipa”

Defesa falou num novo começo após a chegada de Sérgio Conceição e lembrou os objetivos a que o FC Porto sempre se propõe

Depois de Felipe, esta quarta-feira foi a vez de Marcano, o outro dos defesas centrais habitualmente titulares do FC Porto na época passada, falar pela primeira vez sobre a preparação da temporada 2017/18. No arranque do terceiro dia de trabalhos no Olival, o espanhol admitiu que com a chegada de Sérgio Conceição todos os jogadores têm que começar do zero, uma vez que um novo treinador implica sempre mudanças de rotinas. “Começar o mais forte possível” é o objetivo de Marcano, que nesta primeira abordagem à nova época disse ainda que todos os jogadores devem pensar menos nos números individuais e focarem-se mais na equipa, porque só assim será possível chegar ao grande objetivo de todos: terminar com o período sem títulos.

Começar do zero com um novo treinador
“Todos temos que começar do zero. Temos um treinador novo, com novas rotinas e com muitas coisas novas, mas há que começar o mais forte possível. Para já deu para ver pouco, mas dos dois primeiros dias deu para perceber que é um treinador exigente, muito direto e que tem muito claro o que quer.”

A dificuldade dos primeiros dias
“Vimos de uma paragem alargada. Estivemos um mês e uns dias de férias e é normal que os primeiros dias sejam duros e estejamos cansados.”

Resposta coletiva é a solução
“O papel dos capitães é importante, mas nós somos um coletivo. Temos que seguir todos em frente e focar-nos em acabar com este período sem triunfos. Não creio que o mais importante sejam os números individuais. Todos temos que pensar na equipa porque o que nos interessa é conseguir somar títulos coletivos.”

Os elogios do colega Felipe
“Agradeço-lhe as palavras. Creio que ele também realizou uma grande temporada e espero que este ano siga da mesma forma. Que continue a ajudar muito o FC Porto.”

O foco no título
“É para isso que nós trabalhamos. O FC Porto é uma equipa campeã e o que necessitamos é de ganhar. Por vezes devemos falar menos [em ganhar], porque o que temos que fazer é concentrarmo-nos em jogar e ganhar.”

Apoio dos adeptos foi “incrível”
“Os adeptos o ano passado foram incríveis. Não lhes podemos pedir nada. Só podemos pedir que estejam à altura do ano passado porque esse nível é praticamente impossível de superar.”

Fonte: FC Porto