Já viste este telemovel igual ao Galaxy S8, Octacore, Camara 16Mp da Sony, Touch ID...etc por APENAS 100€? Visita o nosso link e não pagas portes de envio nem taxas alfandegárias!

CLICA AQUI

meter a quinta para bater dois recordes

FC Porto nunca venceu cinco jogos consecutivos no campeonato nesta temporada, nem somou três pontos em duas visitas seguidas

Desafio para reforçar a perseguição ao líder Benfica. A visita a Guimarães é, no plano teórico, a mais difícil até à Luz. Dragões não vencem no Berço, para a I Liga, desde fevereiro de 2013

André Silva desbloqueou o caminho no Estoril para a última vitória fora do DragãoDepois de ter atravessado um mês de novembro para esquecer, com cinco empates consecutivos, quatro deles a zero, a eliminação da Taça de Portugal e o Benfica a fugir na tabela, o FC Porto reencontrou-se e foi subindo de produção até ficar numa posição em que depende apenas de si próprio para recuperar o título nacional. Nuno Espírito Santo admitiu, esta semana, que a equipa atravessa “inegavelmente” um bom momento, mas que precisa de o demonstrar em campo. E, esta noite, a equipa azul e branca tem um grande desafio pela frente diante de um V. Guimarães que não consegue derrotar, fora de casa, há três anos. Dois empates e uma derrota há um ano – com um “frango” de Casillas –é o pecúlio. Longe da fortaleza do Dragão, a equipa de Nuno tem vacilado muito e também nesse sentido o encontro desta noite é um teste ao crescimento e maturidade do grupo. Para tomar de assalto o castelo, o FC Porto terá de superar-se e fazer duas coisas de que ainda não foi capaz nesta temporada no campeonato: ganhar cinco jogos seguidos e sair com os três pontos em duas deslocações consecutivas.

Neste momento, os dragões igualaram o melhor registo vitorioso da época, com quatro triunfos seguidos, conseguidos em dezembro, e que foram interrompidos com o empate a zero em Paços de Ferreira. A seguir a esse encontro, nova série de quatro jornadas sempre a ganhar: Moreirense (3-0), Rio Ave (4-2), Estoril (1-2) e Sporting (2-1). Mas é a atuar fora de casa que o FC Porto tem encontrado mais obstáculos. Afinal, ainda só ganhou quatro dos nove encontros disputados na condição de visitante. A afirmação tarda e Nuno já reconheceu que esse é um dos objetivos essenciais para a segunda metade da época. Para já começou bem ao vencer na Amoreira o Estoril e agora o treinador espera repetir o sucesso na fase de maior exigência competitiva, com o campeonato a correr para a fase final e a corrida com o Benfica mais quente do que nunca. Guimarães é, no plano teórico, a deslocação mais difícil que os dragões terão até irem jogar à Luz, no início de abril. Isto sem contar a Juventus, porque o jogo é para a Liga dos Campeões.

 

Fonte: Ojogo