Já viste este telemovel igual ao Galaxy S8, Octacore, Camara 16Mp da Sony, Touch ID...etc por APENAS 100€? Visita o nosso link e não pagas portes de envio nem taxas alfandegárias!

CLICA AQUI

No Estoril para prolongar linha de vitórias

Dragões, há 15 jogos sem perder na Liga NOS, deslocam-se este sábado (18h15) a um recinto tradicionalmente difícil

 

O FC Porto, que leva 15 jogos sem perder na Liga NOS, tem este sábado (18h15) mais uma missão complicada para manter a perseguição à liderança e reduzir a desvantagem, pelo menos provisoriamente, a um ponto. Na 19.ª jornada da prova, os azuis e brancos defrontam o Estoril no Estádio António Coimbra da Mota, onde irão estar milhares de portistas e ainda há bilhetes à venda, a partir de 12 euros. O encontro será antecipado no Porto Canal, a partir das 17h00, acompanhado no Facebook e seguido em tempo real no Twitter e na app oficial do FC Porto. Após o apito final, faz-se a análise da partida no Porto Canal e em www.fcporto.pt, com a crónica e as declarações do treinador e de outros intervenientes.

O FC Porto chega ao Estoril com 41 pontos conquistados em 18 jornadas, o melhor registo das últimas quatro épocas. Os 15 jogos sem perder na Liga – superando o melhor ciclo de 2015/16 – e as seis vitórias nos últimos sete encontros também dão confiança à equipa para voltar aos triunfos fora de portas, onde a dificuldade tem sido claramente maior. E, por falar nisso, o recinto do Estoril traz más memórias a muitos portistas, especialmente aos que se lembram dos anos ​70, período em que o FC Porto perdeu por três vezes na Linha de Cascais, entre novembro de 1976 e janeiro de 1979, então para a Taça de Portugal (3-0). Porém, essa foi a última derrota azul e branca na Amoreira, zona do Estoril onde está situado o estádio. Em termos globais, em todos as competições, há um grande equilíbrio: 11 triunfos para o FC Porto, dez para o Estoril e oito empates.

Apesar de não haver registo de derrotas em Cascais há mais de 38 anos, os últimos jogos não têm sido um passeio na praia. Os Dragões interromperam na época passada (vitória por 3-1, faz na segunda-feira um ano) um ciclo de três empates seguidos por 2-2 (um deles para a Taça da Liga) no António Coimbra da Mota e registam oito triunfos e sete igualdades desde o desaire em 1979. A equipa orientada por Pedro Gómez Carmona necessita muito de pontos, pois está apenas um degrau acima da linha de água: é 16.ª, com 15 pontos, mais três do que o Nacional, 17.º e penúltimo.

Na conferência de imprensa de antevisão da partida, que terá transmissão em direto na Sport TV 1 e será dirigida por Manuel Oliveira, Nuno Espírito Santo considerou que os três pontos em disputa “são fundamentais na procura de melhorar a produção fora de casa” e mostrou-se convicto de que a equipa se vai apresentar “forte e confiante”. Com muito apoio nas bancadas, há razões para tal.

Fonte: Ojogo