Nuno: “Só a vitória nos interessa”

Treinador perspetivou o encontro de domingo frente ao Feirense, da 30.ª jornada da Liga (20h15)

 

Um FC Porto a competir no limite e no máximo das forças para chegar ao único resultado que lhe interessa: a vitória. Foi esta a certeza deixada por Nuno Espírito Santo na conferência de imprensa de antevisão da partida da 30.ª jornada da Liga NOS, frente ao Feirense, agendada para o próximo domingo (20h15), no Estádio do Dragão. O treinador dos azuis e brancos garantiu por isso uma equipa única e exclusivamente focada no seu jogo, independentemente do que se possa passar no dérbi lisboeta, que se joga no dia anterior. Outro dos temas abordados foi o jogo de Braga, mais precisamente a expulsão de Brahimi e o consequente castigo (dois jogos) e o critério utilizado pelo árbitro Hugo Miguel, com o técnico a admitir que “há coisas difíceis de explicar”.

O jogo com o Feirense
“Sabemos que é um jogo importante para nós e que só um resultado nos interessa, que é a vitória. Vamos defrontar uma equipa que tem melhorado o seu rendimento, mas sobre a qual somos profundos conhecedores. Por isso estamos preparados para conquistar os três pontos e fazer um bom jogo, como sempre estamos no Dragão, frente aos nossos adeptos. Faremos tudo o possível para ganhar e vamos competir no máximo das nossas forças para chegar aos nossos objetivos.”

Cabeça está só no jogo com o Feirense
“Há três cenários possíveis no domingo após a vitória que nós queremos conquistar. Ser lideres, estar a um ponto ou continuar a três. Mas só pensamos nisso depois do jogo, depois de conquistarmos à custa do nosso trabalho mais três pontos.”

O castigo de Brahimi
“Há coisas que são difíceis de explicar. Eu venho dizendo que é preciso colaborar e perspetivar sempre que os árbitros tenham um bom desempenho e sejam justos…mas é muito difícil explicar aos nossos jogadores e aos nossos adeptos o que aconteceu em Braga. Não tem explicação nem defesa possível. Fomos vítimas de uma injustiça. Eu estava lá, no banco, sei o que se passou e posso dizer que não se passou nada que justificasse a expulsão e o castigo de dois jogos. É absurdo. O clube recorreu e eu só espero que seja feita justiça nesse recurso, porque estamos solidários com o jogador que não merecia este castigo. Queremos que seja reposta a verdade”

Ainda o jogo com o Braga
“Nesse jogo o que a mim me preocupa é o grande número de faltas que o nosso adversário fez e que condicionou o nosso jogo. Houve dualidade de critérios e um trabalho do árbitro que não foi bom e que não foi justo. Impossibilitou o FC Porto de conseguir um bom trabalho e de conseguir o que queria, que era a vitória. A única coisa que peço, de forma direta, é que sejam justos. Os jogadores do FC Porto têm sido vítimas constantes de faltas graves que não são punidas e nos condicionam. É difícil pedir que o nosso foco seja apenas no jogo. É preciso que seja feita justiça rapidamente.”

Substituto de Brahimi ​“vai responder bem”
“Temos boas opções, muito válidas, e o jogador que vai entrar no lugar do Brahimi vai com toda a certeza corresponder bem.”

O caminho para o título
“Agora não dependemos de nós. Falhámos o objetivo de conseguir as vitórias que pretendíamos, mas estamos dentro da luta. Mas volto a repetir, pensamos única e exclusivamente no nosso jogo. Só depois pensamos na realidade seguinte.”

O rendimento de André Silva
“Sei como ele trabalha, o que a equipa quer e a ideia que temos. Tivemos momentos em que o André nos deu muitas coisas boas e a confiança é máxima e total em todos os jogadores do FC Porto. Não faço eco das críticas.”

Fonte: FC Porto