Já viste este telemovel igual ao Galaxy S8, Octacore, Camara 16Mp da Sony, Touch ID...etc por APENAS 100€? Visita o nosso link e não pagas portes de envio nem taxas alfandegárias!

CLICA AQUI

Nuno: “Temos de nos focar no que podemos controlar”

Treinadore espera que a discussão em torno da arbitragem sirva para que os erros sejam reconhecidos e trabalhados

Na conferência de imprensa de antevisão do jogo em Paços de Ferreira (sábado, 20h30, a contar para a 16.ª jornada da Liga NOS e com transmissão em direto na Sport TV), a arbitragem, que tanto deu que falar nos últimos dias, foi o tema em destaque. A mensagem de Nuno Espírito Santo foi clara: o treinador tem procurado centrar a atenção do plantel no jogo, o que não é tarefa fácil, e os árbitros e respetivos dirigentes devem aproveitar o momento para “reconhecer” os erros e depois “trabalhar” sobre eles, tal como a sua equipa técnica. Sobre o adversário (13.º classificado da Liga, com 16 pontos, menos 18 do que os portistas, segundos), destacou a sua força a jogar em casa e, sobre as baixas (Brahimi na CAN, Danilo castigado, e dúvidas sobre a utilização dos lesionados Layún, Otávio, Kelvin e André Silva), fica a certeza de que o grupo não depende das individualidades.

Como fazer os jogadores entrar em campo com a cabeça limpa
“Esse é o nosso grande trabalho: fazer com que os jogadores se afastem dessa questão e nós, enquanto equipa e grupo de trabalho, nos concentremos nos fatores que podemos controlar e melhorar, mas não é fácil. Estarmos aqui de forma tranquila a falar de arbitragem é uma coisa, mas quanto aos jogadores, num momento de competição e de stress, é outra coisa. Quando se veem prejudicados por más decisões, perdem o foco e revoltam-se, ficam frustrados e isso traz ansiedade. Temos de nos focar no que podemos controlar: competir e conquistar três pontos no campeonato, que é o nosso grande objetivo.”

Arbitragem deve melhorar
“Acho bom que os árbitros reconheçam os seus erros, trabalhem neles e que a situação seja aproveitada também para o Conselho de Arbitragem reconhecer os erros e trabalhar sobre eles, para que a situação melhore. Queremos árbitros melhores, que não haja equipas prejudicadas, que a arbitragem seja mais um fator e não o fator decisivo. Estamos conscientes da situação, para que tudo se acalme e volte à normalidade a parte implicada deve melhorar bastante. Quando a equipa técnica reconhece um erro trabalha profundamente nele.”

A escolha de Artur Soares Dias
”O árbitro de amanhã é um bom árbitro e espero um bom trabalho.”

A comparação com o futebol inglês
“Quando um jogador em Inglaterra é mal expulso é-lhe retirada a punição. Em Moreira de Cónegos um jogador nosso foi mal expulso e não foi retirada a punição.”

O adversário
“Esperamos um jogo difícil, contra um adversário que apenas tem uma derrota em casa, na Mata Real, que é um campo difícil. É uma boa equipa e temos de ser bastante competitivos, sólidos defensivamente, produtivos ofensivamente e eficazes para vencer o jogo, que é o grande objetivo.”

Baixas para o jogo
“São baixas importante, mas na nossa construção e ideia de equipa nunca assentamos em um, dois ou três jogadores. Estamos confiantes de que quem vai entrar em campo vai dar uma boa resposta. O plantel tem soluções e vamos mostrar que somos o FC Porto e que temos de ultrapassar todos as circunstâncias e ganhar os jogos.”

Adrián López, Sérgio Oliveira e Evandro
“Decidimos que esses três jogadores deixassem de trabalhar integrados no plantel. Foi uma decisão comunicada, falada e entendida. Tenho de dizer que são bons profissionais, boas pessoas, que entenderam e vão seguir o curso normal das suas carreiras, procurando a melhor solução para todos. São profissionais sérios, que enquanto estiveram na equipa tiveram um comportamento exemplar. Foi uma decisão no sentido de procurar criar novas dinâmicas.”

Mercado
“Estamos confiantes ao máximo no plantel e jogadores que temos. Vai haver muita especulação, ainda só estamos no dia 6, mas só falo dos jogadores do FC Porto.”

Recuperar a solidez defensiva
“Foi sempre um dos nossos pilares fundamentais. Ultrapassámos fases menos boas, em que falávamos de outras coisas mas em que mantínhamos a segurança na defesa. Se deixarmos de ter essa solidez podemos deixar de ser uma equipa controladora, dominadora e vencedora, acima de tudo. Amanhã queremos consolidar o que de bom fazemos e aplicar novas soluções e evoluções naturais no crescimento da equipa.”

Há bilhetes para o jogo à venda na Loja do Associado do Estádio do Dragão.

Fonte: FC Porto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *