“O FC Porto nunca esteve tão bem, o mais difícil foi chegar aqui”

Jorge Andrade representou o FC Porto como jogador e hoje olha para o clássico com o Sporting como uma soberana oportunidade para os dragões

Jorge Andrade, antigo jogador do FC Porto, acredita que um triunfo sobre o Sporting, no clássico de sábado, deixará o FC Porto “bem lançado” para lutar pelo título com o Benfica. “Existe muita coisa em jogo. No caso do FC Porto, estar a um ponto do Benfica é uma motivação muito grande. O Sporting está muito atrás de FC Porto e Benfica, tem quase de vencer para ter ainda aspirações de poder chegar ao primeiro lugar”, salientou.

A ambição de alcançar provisoriamente a liderança, bem como o facto de disputar o duelo na fortaleza do Estádio do Dragão, deixam o ex-central portista confiante: “Este jogo não é o fim do campeonato, mas, animicamente, vencendo, o FC Porto fica muito bem lançado para discutir com o Benfica este campeonato. Tem um ligeiro favoritismo”.

No mesmo sentido, o ex-futebolista destaca a componente motivacional que empurra a equipa comandada por Nuno Espírito Santo. “O FC Porto nunca esteve tão bem em termos de motivação. O mais difícil foi chegar aqui a tão poucos pontos do Benfica. Está a um ponto e a partir de agora – com o regresso de Brahimi e o reforço Soares – vai ser uma equipa mais forte”, comentou à agência Lusa.

Todavia, Jorge Andrade assume que o clássico “é decisivo para os dois”, pelo que esse cenário pode desinibir os dois conjuntos para um desafio de ataque e de emoções fortes.

“O FC Porto, se passar o Sporting com êxito, ganha força e pode entrar num caminho vitorioso até ao final do campeonato. O Sporting, se não vencer, vai ter muitos problemas. Acho que vai ser um jogo em que estas equipas não vão olhar a esquemas rígidos taticamente, porque vão atacar para ganhar. Por isso, vai ser um grande jogo”, assegurou.

E porque o ataque pode fazer a diferença no clássico, Jorge Andrade considera que o reforço Soares, proveniente do Vitória de Guimarães, pode ser já importante e ajudar André Silva na tarefa de fazer golos ao Sporting. “Acredito que o Soares é uma mais-valia. Se existe um esquema de dois pontas de lança com André Silva e Jota, também pode existir com André Silva e Soares. O FC Porto ficou com mais alternativas”, explicou.

Porém, os elogios do antigo defesa central estendem-se também ao goleador dos rivais, o holandês Bas Dost, atual melhor marcador do campeonato, com 16 golos.

“Um jogador como Bas Dost é sempre um perigo para qualquer defesa”, frisou, sublinhando ver o Sporting mais coeso após as mudanças no ‘mercado de inverno’: “Não ficou mais fraco, pelo contrário. Ficou com uma equipa trabalhadora e com jovens ambiciosos”.

Fonte: Ojogo