“O mais importante é ser feliz e eu sou feliz no FC Porto neste momento. Por isso não posso pedir mais nada”

“Não penso mudar, nem agora nem mais tarde…”

ÓLIVER TORRES Felicidade que diz ter voltado a sentir neste regresso ao Dragão faz o médio jurar fidelidade ao FC Porto

“O mais importante é ser feliz e eu sou feliz no FC Porto neste momento. Por isso não posso pedir mais nada”
Óliver Torres
Médio do FC Porto

Aposta regular no onze de Nuno e presença assídua na seleção sub-21 espanhola, o portista considera que não pode pedir mais nada neste momento. Conselhos que recebe de Casillas, assegura, são muito bem-vindos

Os adeptos do futebol de Óliver Torres podem estar descansados, porque o médio não tenciona deixar o FC Porto no futuro próximo. É verdade que o contrato de empréstimo que os dragões assinaram com o Atlético de Madrid só termina em janeiro de 2018, mas o internacional sub-21 espanhol deu a entender que pretende ficar mais anos no Dragão. A revelação foi feita à margem de uma ação promocional realizada por um patrocinador de Iker Casillas, para a qual também foi convidado .“Não paro a pensar no Atlético de Madrid ”, começou por garantir Óliver, antes de jurar fidelidade aos portistas, com os quais tem vivido os melhores momentos da carreira. “Só olho para o presente e o FC Porto é onde quero estar. Não tenho pensado em mudar, nem agora nem mais tarde”, afiançou.

Aposta regular no onze de Nuno Espírito Santo e presença assídua na seleção espanhola de sub-21, que vai disputar o Europeu em junho, Óliver voltou a revelar alegria a jogar, depois de uma temporada dececionante no Atlético de Madrid. O médio foi perdendo gradualmente oportunidades com Diego Simeone, começou a ficar abatido e, segundo ele, só consegue render quando se sente feliz. “O mais importante é ser feliz com o que se faz e onde se faz, e eu estou a atravessar essa fase neste momento. Por isso não posso pedir mais nada”, sustentou, antes de explicar de que forma gere a pressão de ter de estar bem todos os dias num clube que luta constantemente por títulos. “A chave passa por desfrutar do que fazes e fazê-lo bem, porque se o conseguires, a pressão acaba por ser secundária”, indicou.

Pela importância que continua a ter no futebol do país vizinho, Casillas também foi tema de conversa com Óliver. E tal como noutras ocasiões, o internacional sub-21 espanhol desfez-se em elogios ao guarda-redes, revelando que este está “sempre a dar conselhos e a animar”. “O Casillas acrescenta experiência, sentido de humor, carácter e carisma”, enumerou, lembrando que o número 1 dos dragões “é um líder e “uma referência para todos os jogadores do plantel”. “Todas as lições dele são bemvindas”, enfatizou.

Ex-treinador Perspetiva sucessos para Lopetegui

Os primeiros meses de Julen Lopetegui como selecionador espanhol têm sido um mar de rosas. A Roja ainda não perdeu desde que o ex-treinador do FC Porto substituiu Vicente del Bosque e Óliver Torres está rendido às exibições e aos resultados. “Acho que a seleção está muito bem”, elogiou o médio, considerando que a equipa tem “a sorte” de ter o basco à frente dos seus destinos. “Sabia que [Lopetegui] ia superar este desafio e é o que tem acontecido. Vê-se que tem autoridade, que dá continuidade à filosofia da seleção, e eu acredito que vai fazer grandes coisas”, perspetivou o portista, que, tal como O JOGO já deu conta, está debaixo de olho do técnico basco. Até ao verão, porém, continuará nos sub-21, para disputar o Europeu.

FONTE/ OJOGO