Onde está o Brahimi?

Ficou fora dos convocados e alguns argelinos, que o esperavam, não gostaram. A ideia era juntar o “cromo” aos de Mahrez e Slimani

Nuno Espírito Santo ouviu, registou e respondeu na Conferência de Imprensa, remetendo para os outros excluídos e garantindo que o criativo até pode vir a ser titular sábado, com o Belenenses

O argelino continua longe de ser uma escolha habitual do treinador. Na Champions tem apenas 50 minutos de jogo

Poucos adeptos à chegada do FC Porto ao hotel onde a comitiva ficou hospedada, mas descontentes com as opções de Nuno Espírito Santo para este jogo com o Copenhaga. O treinador ainda não tinha dado dois passos fora do autocarro e já ouvia as vozes de um punhado de argelinos a perguntarem por Brahimi: “Nuno, onde está o Brahimi?” O jogador não entrou nos planos do treinador do FC Porto mais uma vez, depois de 40 minutos a aquecer em Chaves sem que o técnico o tenha eleito para entrar em campo. Os argelinos de Copenhaga queriam vê-lo, para juntar o autógrafo e a fotografia aos registos que tinham com Mahrez e Slimani, do Leicester, que exibiam orgulhosamente. A bandeira que tinham previsto desfraldar nem desembrulhada foi. O treinador respondeu mais tarde, em conferência de imprensa. “Também ficaram de fora o Sérgio Oliveira, o Layún, o Rúben Neves)… Tudo opções que temos de optar. Os que ficaram em Portugal vão treinar e, se calhar, sábado são opção”, disse. De resto, a chegada foi tranquila. Pinto da Costa saiu do autocarro à frente, seguido de todos os jogadores, técnicos e restante staff, todos em passo acelerado para o almoço.

 

FONTE/ OJOGO