PC e o exemplo dos Super

Presidente, administradores, elementos da estrutura do futebol e capitães das diversas modalidades do clube marcaram presença no jantar do 30.º aniversário da maior claque azul e branca

“Nem todos que vão ao Dragão são do FC Porto, por isso é que se ouvem assobios”
Pinto da Costa
Presidente do FC Porto

Líder dos dragões lembrou que a falange comandada por Fernando Madureira acompanha o clube em todos os momentos e não assobia “ao primeiro passe errado”. “Dão exemplo de amor ao clube”, elogiou

Fernando Madureira, Herrera, Francisco Ramos, Luís Gonçalves, Pinto da Costa e Reinaldo Teles

Cerca de 500 elementos que compõem os SuperDragões estiveram ontem no Dragão Caixa para um jantar comemorativo do 30.º aniversário da maior claque do FC Porto. Pinto da Costa foi uma das presenças mais notadas na festa,fazendo-seacompanhar por vários elementos da estrutura diretiva, como Reinaldo Telles (administrador), Luís Gonçalves (diretor-geral para o futebol) ou Joaquim Pinheiro (diretor da equipa B), bem como pelos capitães das várias modalidades: Herrera (futebol), Francisco Ramos (equipa B ), Ricardo Moreira( andebol ), Miguel Queirós( basquetebol) e Hélder Nunes (hóquei em patins).

A presença do presidente da SAD teve como objetivo retribuir o apoio que a falange liderada por Fernando Madureira tem dado ao clube “em todos os momentos ”.“Os Super Dragões têm sido muito importantes na conquista de várias vitórias e nos momentos menos bons dão força àqueles que, dentro do campo, têm de materializar o seu esforço em vitórias. No último jogo [Belenenses], deram um exemplo do que é o amor ao clube”, vincou Pinto da Costa, dececionado pelo facto de “nem toda a gente que vai ao Dragão ser do FC Porto”. “É por isso que em alguns sectores se ouvem assobios ao primeiro passe errado. Mas os SuperDragões abafam-nos com o seu apoio. Isso é que conta e é com esses que contamos para rapidamente voltarmos a um ciclo de vitórias”, revelou, enquanto Fernando Madureira fez um pedido à restante massa associativa. “Não é com as críticas e com descrença que vamos reverter este ciclo. Temos de remar todos para o mesmo lado nos próximos jogos”, apelou.

FONTE/ OJOGO