Já viste este telemovel igual ao Galaxy S8, Octacore, Camara 16Mp da Sony, Touch ID...etc por APENAS 100€? Visita o nosso link e não pagas portes de envio nem taxas alfandegárias!

CLICA AQUI

Pinto da Costa: “Ficam na história do FC Porto”

Taça de Portugal de hóquei em patins chegou ao Museu pelas mãos do Presidente e do capitão Hélder Nunes

Menos de 24 horas depois de ter sido conquistada pelo FC Porto Fidelidade com uma vitória por 5-1 sobre o SC Tomar​, a Taça de Portugal de hóquei em patins já estava exposta no espaço Na Hora do Museu. Coube ao capitão Hélder Nunes entregar a Jorge Nuno Pinto da Costa um troféu ao qual o Presidente portista atribuiu um “significado especial”: afinal, desde 2008/09 que o clube “não fazia o chamado triplete”, – a conquista do Campeonato, da Taça e da Supertaça – uma proeza que em Portugal ninguém mais alcançou.

“Vocês ficam na história do FC Porto com o vosso nome gravado com letras de ouro azul e branco, porque foi, de facto, um feito fantástico. Já no ano passado terminámos a época a vencer a Taça de Portugal, o que quer dizer que as últimas quatro provas que se disputaram em Portugal foram ganhas pelo FC Porto, foram conquistadas por vocês. É, de facto, notável. Foi uma época de muito orgulho no que se fez e que nos dá grandes esperanças no futuro”, sublinhou o dirigente máximo dos azuis e brancos, deixando “uma palavra especial” ao treinador, Guillem Cabestany, “que soube sempre discretamente conduzir a equipa aos objetivos finais”, e a todos aqueles que colaboraram com Eurico Pinto, vice-presidente para o hóquei em patins e filho de Ilídio Pinto, a quem Pinto da Costa endereçou “um grande abraço” – “vencer no hóquei sem nos lembrarmos de Ilídio Pinto, para mim é impossível”, acrescentou.

O Presidente do FC Porto deixou ainda votos para que a equipa continue a visitar o Museu, em especial aquele local onde se expõem as taças conquistadas mais recentemente e onde o treinador catalão também quer regressar. “A partir de agora vamos descansar para depois pensar em trabalhar para voltar aqui para o ano. A conquista destes títulos não significa que esteja tudo perfeito. Seria um erro pensarmos assim e com certeza que temos uma lista grande de coisas a melhorar, os jogadores sabem que quer coletiva quer individualmente há coisas a aperfeiçoar”, disse Cabestany sem esconder que os elogios do Presidente “são sempre bonitos de ouvir”.

Hélder Nunes falou do orgulho que é estar ali, no Museu, a entregar mais um troféu. “Para mim é um momento especial, porque sempre sonhei ser capitão de uma equipa vencedora. Todos nós estamos de parabéns pela época espetacular que fizemos”, referiu o defesa/médio, consciente de que, a partir de agora, “continuar a ganhar certamente será mais difícil”. Mas a equipa estará cá “para dar a cara à luta”. Palavra de capitão… e de campeão.

Fonte: FC Porto