Pinto da Costa: “Há 34 anos que tentam destruir-me, mas estou aqui”

“QUEM NOS DIFAMA TEM AQUI OPOSITOR”

A vitória do Marítimo sobre o Benfica lançou Pinto da Costa para um discurso inflamado e de apelo à paixão pelo clube

“Quem pensar que o FC Porto está debilitado e desunido, que venha ver este ambiente a Santa Maria da Feira “ Pinto da Costa Presidente do FC Porto

Enquanto incomodar, o presidente garantiu que o vão engolir por muitos anos e que quem achar que existe desunião dentro do FC Porto é porque não viu o fervor dos dragões de Santa Maria da Feira

Pinto da Costa assinalou o 10º aniversário da Casa do FC Porto de Fornos

O Marítimo deu uma prenda à Casa do FC Porto de Fornos no seu 10.º aniversário, ao derrotar o Benfica, na Madeira, por 2-1. Pinto da Costa preparava-se para discursar e já se festejava no final do jantar que decorreu no centro social “Luso Venezolano”, em Nogueirada Regedoura. “Antesde começar, se estiver aqui algum madeirense, queria felicitálo”, disparou o presidente por entre as palmas que se fizeram ouvir ainda no calor da vitória do Marítimo. “Quem pensar que o FC Porto está debilitado e desunido, que venha ver este ambiente a Santa Maria da Feira e deixará de fazer essas campanhas vergonhosas”, atirou. Apesar da alegria redobrada coma derrotado Benfica, opresidente não deixou de lado o momento que atravessa o clube: “Sei que hoje [ontem] na Madeira há grande festa, mas após momentos em que isso não acontecia com a frequência que desejaríamos, só é possível encontrar este fervor clubístico no nosso clube porque houve uma geração que se manteve sempre fiel após anos e anos sem vencer nada”.

Pinto da Costa estava lançado para o ataque. “Continuem a escrever mal do FC Porto e do seu presidente, sou imune a essas campanhas. Enquanto sentir o apoio da massa associativa vão ter de me engolir por muitos anos. Como dizia um amigo meu, são balas que não trespassam na couraça da minha indiferença. São um estímulo para continuar”, acrescentou. O presidente apontou o caminho aos “enganadores”, como chamou aos que se fazem passar “por amigos do FC Porto”: “Podem esconder os nossos êxitos e inflacionar as nossas derrotas, mas os sete torneios internacionais que vencemos estão no nosso museu. Duas Intercontinentais. Quem tiver curiosidade de conhecer essa Taça só tem uma hipótese, ir ao nosso museu”. Os avisos de Pinto da Costa sucederam-se: “Enquanto estiver no clube como presidente, quem nos difama terá sempre um opositor. Há 34 anos que me tentam destruir e conectar com a conivência de muita gente, mas só cá estou porque os adeptos do FC Porto assim o querem. Braga é um jogo importante como são todos os outros, mas amanhã [hoje] irei contar aos jogadores o entusiasmo que aqui se viveu neste momento difícil”.

Uma fogaça nos Paços do Concelho

Pinto da Costa não conteve o sorriso quando Emídio Sousa, presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, o presenteou com uma fogaça, a fechar a receção no salão nobre dos Paços do Concelho. “Foi aqui que entrei num movimento que haveria de me conduzir à presidência do FC Porto”, lembrou, recordando Manuel Couto que, juntamente com as gentes da terra, o levaram a assumir a responsabilidade de liderar o clube. “Estejam sempre ao lado do FC Porto, sem olhar a nomes”, pediu. “As crianças, sobretudo, podem continuar a acreditar no futuro”, acrescentou.

FONTE/ OJOGO