Pinto da Costa vê “armadilhas” constantes e diz que é por isso que o FC Porto “ainda não está” no lugar que ambiciona.

“Armadilhas só nos dão mais força”

Pinto da Costa promete determinação até ao fim

“Faltam sete jogos para terminar o campeonato e o nosso objetivo é só um, ganhá-los todos “ “Todas as armadilhas que têm sido postas no nosso caminho só nos dão mais força” “Já nos fizeram o funeral muitas vezes, mas o que é verdade é que continuamos a lutar contra tudo e contra todos” Pinto da Costa Presidente do FC Porto

Líder dos dragões vê “armadilhas” constantes e diz que é por isso que o FC Porto “ainda não está” no lugar que ambiciona. Penáltis contra o V. Setúbal comparado com o de Jonas no clássico da Luz

Pinto da Costa destaca a qualidade da equipa portista

Pinto da Costa acredita no fim do ciclo sem vitórias, apesar das constantes “armadilhas” que diz encontrar no caminho do FC Porto. Na página que assina na revista “Dragões” de abril, o presidente portista apela à união entre os portistas e volta a criticar as arbitragens. “Faltam sete jogos e o nosso objetivo é só um, ganhá-los todos e no fim fazer as contas. A equipa já mostrou que tem qualidade de sobra para ser campeã e só não é líder destacada porque fatores que ultrapassam o rendimento em campo lhe retiraram pontos preciosos”, começou por analisar. “Todos nos lembramos do que aconteceu, por exemplo, no jogo como V. Setúbal, com três penalidades bem evidentes, mais evidentes do que a que foi assinalada contra nós na Luz, para a nossa equipa estar isolada na frente da classificação”, recordou.

Por isso, deixou um alerta à nação portista. “Todas as armadilhas que têm sido postas no nosso caminho só nos dão mais força para combater os que não querem um campeonato justo, em que os naturais erros de avaliação dos árbitros castigam umas vezes uns, outras vezes outros. Chegamos aqui,àret afinal docampeo nato, e are a lida deé que ainda não estamos no lugar que ambicionamos, mas sabemos que temos capacidade para isso, que podemos vencer, especialmente se continuarmos todos juntos, no apoio da equipa”, sublinhou, apelando depois à comunhão entre a equipa e os adeptos. “Não posso deixar de destacar o papel ‘eu acredito’ dos adeptos, sempre ao lado da equipa, mesmo quando os resultados não são os que desejamos, como aconteceu em Turim, ou agora na Luz. É esta união e esta comunhão entre todos que temos de manter. Já nos fizeram o funeral muitas vezes, mas o que é verdade é que continuamos a lutar contra tudo e contra todos. Eu acredito e sinto que a equipa também”, finalizou.

 

Fonte: Ojogo