Portistas contestam CD e deixam desafio

Clube pede aos conselheiros para “lutarem contra a cunha” na ressaca do castigo que recebeu

O FC Porto recorreu à ironia para, através da newsletter “Dragões Diário”, contestar a decisão do Conselho de Disciplina da FPF de o castigar com o pagamento de 1148 euros por críticas dirigidas ao árbitro João Pinheiro, após o empate (0-0) como V. Setúbal, no Bonfim. Os portistas transcrevem o acórdão redigido por aquele órgão disciplinar e puxam pela palavra “cunho” para lembrarem que o problema está antes na… “cunha”, que consideram “muito mais danosa ao futebol eà verdade ”. Por isso, lançaram um desafio. “Como certamente sabem, se acompanham o fenómeno futebolístico com um mínimo de atenção, não é o FC Porto que funciona na base da cunha, antes sendo dela vítima, como tem ficado evidente semana após semana. Rogamos, por isso, aos excelentíssimos conselheiros que se juntem nesta luta contra a cunha, ser multifacetado e de muitas caras, também conhecidocomo polvo. O cunho pode ficar para depois, até porque isso tem muito mais a ver com a opinião de cada um. Ou será que na Liga Salazar já nem isso é permitido?”, questionam, na edição da newsletter do clube, assinada pelo seu diretor de informação e comunicação, Francisco J. Marques, que vê nas notícias envolvendo atletas em que o Rio Ave é um dos interessados uma forma de condicionar os vila-condenses, que defrontam o Benfica.

Fonte: FC Porto