“Presidente vai reunir com Sérgio Conceição nos próximos dias”

Nélson Puga, médico do FC Porto, atualizou esta terça-feira o quadro clínico de PInto da Costa, um dia depois do presidente ter deixado o Hospital de São João

Pinto da Costa prossegue a recuperação no Hospital da CUF, no Porto, explicou esta terça-feira Nélson Puga. O médico do clube azul e branco deu ainda conta de que foi o presidente dos dragões que tomou a decisão de manter-se internado, depois de ter tido alta do Hospital de São João, na segunda-feira, a fim de poder cumprir os tratamentos de fisioterapia, novo passo da recuperação.

“O presidente foi muito bem tratado e deixou amizades e saudades, quer no pessoal médico, quer no de enfermagem e dos outros serviços. Em casa não tem as mesmas condições e para não ter de se deslocar diariamente aos locais onde terá de fazer fisioterapia e para o poder fazer de forma bidiária, optou por ficar no Hospital da CUF para prosseguir o processo de recuperação”, explicou o médico.

Nélson Puga afirmou, ao Porto Canal, que Pinto da Costa mantém-se bastante atento ao quotidiano do clube, confidenciando mesmo que está agendada uma reunião do presidente com Sérgio Conceição para os próximos dias. “Ele está muito feliz e tem acompanhado diariamente o que se passa. Temos falado pessoalmente e ele tem trocado informações com pessoas que fazem parte do núcleo técnico da equipa e com quem gere as decisões da equipa. Posso até confidenciar que vão reunir brevemente com o treinador. Está muito por dentro das situações e muito motivado, ativo e bem-humorado como é seu timbre”, prosseguiu Nélson Puga.

O líder azul e branco estava internado no São João desde a noite do dia 21 de julho, na sequência de uma queda em casa. Pinto da Costa entrara naquela unidade hospitalar portuense com três costelas partidas.

O internamento aconteceu, conforme explicou o médico da equipa de futebol do FC Porto, Nélson Puga, por precaução, visto que, resultado das fraturas nas costelas, o presidente sentia algum desconforto que o impediam de ter uma vida normal. “Temos uma previsão de regresso, mas não divulgamos publicamente, porque às vezes há antecipação ou atraso de alguns dias. Temos de respeitar a sua vontade. Voltará bem e em pleno. E de certeza será um regresso dentro dias e não de semanas”, adiantou esta terça-feira, o médico portista.

“Estas lesões são difíceis de recuperar e muito dolorosas, ainda por cima com várias fraturas, repito, várias, da grande costal. É um processo que requer tempo, paciência, mas também capacidade de intervenção nos exercícios de reabilitação para conseguir readquirir os parâmetros que tinha antes de se ter lesionado. Ele está a fazê-lo com o empenho, como se fosse um jogador que quer voltar à equipa. Ele está a trabalhar para voltar ao lugar que lhe é devido e que nós queremos”, concluiu Nélson Puga.

Fonte: Ojogo